16 de out de 2014

[Falando em]: Reinos de Cinzas — de Aldo Costas

Eu fui presenteada com este livro dias atrás, pelo autor e amigo Aldo Costas! E posso dizer, foi uma MARAVILHOSA surpresa. Aliás, eu já conhecia a obra via internet, e a surpresa maior foi ver que o meu nome estava incluso em uma extensa lista citando muitos autores nacionais contemporâneos. P.S: Desde já agradeço pelo presente e também por lembrar de mim, Aldo! S2 Agora vamos de sinopse, book trailer e resenha de "Reinos de Cinzas - E Outros Estranhos Mundos", uma publicação da Chiado Editora.


Sinopse: “Bem-vindos a uma realidade fantástica  você está entrando no mundo dos sonhos... ou seria no mundo dos pesadelos? Está prestes a se perder em uma realidade cinza... se contaminar com uma febre que causa insônia. Está se aventurando na estrada perigosa que fica entre a razão e a ilusão. Uma viagem ao interior de algumas mentes assustadas... Ao interior de algumas mentes diabólicas. Aqui é a porta de entrada para um outro mundo... Um mundo onde as verdades não existem... onde tudo é uma mera desculpa para se pintar um quadro com as cores do caos. O primeiro passo para essa viagem já foi dado  Ainda há tempo de desistir! Para quem preferiu seguir em frente, as próximas palavras e frases devem indicar uma direção... uma trilha que o levará para lugares estranhos e distantes. Que o levará para o centro de alguns mundos imaginários... repletos de personagens imperfeitos. Repletos de fatos perturbadores. Repletos de encruzilhadas. Repletos de reinos selvagens... de batalhas insanas... de guerras sangrentas... Abra bem seus olhos e descubra o que se esconde em cada uma das páginas destes contos dos Reinos de Cinzas...”


Porque a todo instante existe uma guerra sendo travada."
Trata-se de um livro de contos e fábula, do gênero Fantasia, e não de um conteúdo único, com um enredo certo. Eis que surge "Reinos de Cinzas".

Um Deus = Thurar. Três Reinos, cada qual com o seu reinado cruel e desumano. Dois deles, Trunderfir e Gastront, dão trégua numa luta fatídica, despertando a curiosidade de todos que caminham por reinos sombrios. Valionir, um dos três reinos, revolta-se com seu reinado sem alianças e suplica aos Deuses Guerreiros a destruição. P.S: Valionir é BAD, Muito BAD! E assim se inicia essa obra que  a meu ver  é de excelente e atrativo conteúdo e muito bem escrita. Eu definiria como: "Poética, sombria e encantadora".
E uma estranha tempestade surgiu sobre as Helvett. Veio e escureceu ainda mais o já escuro céu sombrio. Veio como um cataclisma diabólico. Chegou ceifando tudo que estava de pé, tudo que ousasse desafiar sua ira... (Livro: Reinos de Cinzas, Páginas 30/31)
O trecho citado acima é apenas o primeiro conto, que assim como os outros, é um tanto sombrio e têm como finalidade indagar e mostrar o íntimo do ser humano, isso tudo em outros mundos, ou reinos, ou cidades, coberto de cinzas e escuridão.
Mas uma luz vem clarear. Uma dúvida a minha vingança veio esfriar. Seria o assassino, o ser que veio me matar? Ou seria a morte a única que eu deveria odiar? Fui morto por um veneno mortal ou a vida foi quem cuidou de me matar, afinal? Seria a loucura, essa pantera cinza, que infectou minha mente com mentiras e versos sem poesias? Não sei mais o que pensar. Depois de tramar, de sofrer e de me preparar febrilmente por tanto tempo, longos e longos anos de aflição para descobrir a verdadeira causa de minha desilusão, seria o suicídio a trágica constatação? (Livro: Reinos de Cinzas, Pág.91)
Eu me encantei com a forma que alguns trechos são narrados  diga-se de passagem  de forma poética. Aliás, escrever poesia é dom de poucos. O autor mostrou em 177 páginas que, quando ansiamos e praticamos o mal, temos que estar cientes das consequências que podem nos atingir. Isso é divino, pois para mim, toda obra (independente do gênero), tem como obrigação levar consigo um propósito maior. E essa é digna de se compartilhar, mesmo que aos olhos alheios pareça só desgraça ou sombriedade, aos meus olhos é vida, no que de melhor e de pior ela nos apresenta.

Agora tenho que falar sobre o primordial trabalho da Chiado Editora, que está de parabéns. Eu me surpreendi com a qualidade do conteúdo, desde o texto do autor até a editoração completa, que teve participação do Aldo, pois SIM, além de escritor ele também é capista e desenhista, algo que o leitor ficará de frente com o seu trabalho, pois é ele mesmo quem assina a capa e as artes magníficas que estampam cada início de conto, deixando a obra ainda mais formidável e atraente. Por fim, para você que curte um livro de contos do gênero fantasia/terror, muito bem escrito e de encher os olhos, eis uma EXCELENTE pedida! De 1 a 10 eu dou nota 1.000. Aliás, tenho que dizer, tornei-me fã do Aldo e leria até mesmo a sua lista de compras. \o 


Livro: Reinos de Cinzas  E Outros Estranhos Mundo
Autor: Aldo Costas
Gênero: Contos/Fantasia
Editora: Chiado
Ano: 2014
Páginas: 177

9 comentários

  1. Poxa moça. Estou lisonjeado com TODAS as suas BELÍSSIMAS PALAVRAS - Com TODAS!!! É exatamente o que você comentou: um livro além de tudo tem que ter um propósito (ou vários). Fiquei sensibilizado com a forma que abordou os detalhes (um ponto importante do livro é o detalhe)... Adorei a nota 11 (essa note me deixou sem palavras) e que, também, tenha gostado da parte técnica do livro - a editora fez um belíssimo trabalho e acatou todas as minhas vontades sem nunca questionar (quer melhor que isso?!). Um livro é um conjunto de conceitos e formas e se torna ainda mais completo quando encontra uma leitora como você. Adorei a resenha e adorei a nota, mas, adorei ainda mais você ter gostado do livro. Um bjão e, mais uma vez: obrigado pela força, pelas lindas palavras e pela GRANDE AMIZADE. Valeu moça. "A vida quando não é tragédia e pura poesia."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aldo,

      Como eu já lhe disse, o parecer e as palavras foram ditas com sinceridade e de coração. Está de parabéns!!!

      Obrigada pela confiança e pelo presente.

      Beijosssssssss

      "A vida quando não é tragédia e pura poesia." (Ps.: Amei)

      Excluir
  2. O Aldo sempre teve o meu respeito quanto ao seus talentos... Um excelente escritor, um capista maravilhoso, um ótimo designer... um artista completo!!!
    Estou louca para conhecer Reino de Cinzas, e sei que não vou me decepcionar. Como sempre, arrasou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Vanessa. Obrigado pelo maravilhoso comentário. Fico muito feliz. Procuro sempre fazer o melhor que posso no momento... ainda estou aprendendo. Também te acho uma escritora muito talentosa. O legal das redes sociais é que podemos ver parte do material dos escritores e assim vemos a qualidade dos seus textos. Parabéns.
      Depois me envia por inBox, do facebook, uma mensagem que podemos ver um lance legal sobre os nossos livros (também estou interessado no seu livro). Valeu moça. E vamos todos nos aventurando, cada vez mais, neste universo que é a literatura nacional contemporâneo. Valeu.

      Excluir
    2. Concordo com você em gênero e grau, Vanessa! ;)

      Beijossss max.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Adoro o trabalho da Editora Chiado, tenho 4 livros da editora aqui em casa e gosto muito :)
    parabéns ao autor pela capa, ficou linda mesma.
    Gostei muito da sua resenha, e aproveito para dizer que amei seu blog, não conhecia e adorei conhecer, dei uma olhada e li a sinopse do seu livro também e achei muito boa :)
    Beijos!!
    tamigarotaindecisa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja BEM-VINDA, Ariádne!

      Acabei de ver o seu blog e também gostei muito. Parabéns!

      Fico feliz em saber que gostou do meu blog, da resenha e de #EOCEOI. ;)

      Abraços mega literários.

      Volte sempre!

      Excluir
  5. Obrigado Ariádne. Também fiquei bem contente com o trabalho da Chiado Editora. Legal que gostou da capa, procurei fazer algo que refletisse os contos do livro. E concordo com você sobre o blog da Simone - ele é muito legal. Valeu pelo comentário e obrigado.

    ResponderExcluir