14 de dez de 2014

[Falando em]: A Ladra de Corpos — de Angie Stanley

Resenhar mais um título desta que, além de amiga, é uma das autoras 'Made in Brazil' que mais admiro, é SENSACIONAL! Aliás, eu ganhei este livro meses atrás, da própria autora, que tornou-se uma amiga querida, sempre irradiando simpatia e alegria, além de mandar bem pacas em seus textos. E por isso, por mais uma vez, digo de peito aberto e pra todo mundo ouvir:  Eu leria até mesmo a sua lista de compras! \o Portanto, confiram agora a sinopse, book trailer que eu tive o prazer em editar e também a resenha de "A Ladra de Corpos".



Sinopse: O que você faria se pudesse voltar à sua adolescência? Um novo corpo, uma nova vida... uma Segunda Chance? Essa era uma pergunta que Marina nunca se fizera. Apesar de todo seu passado sombrio, ela estava satisfeita com a morna realidade. Ela sim... mas nunca Bete... E a traquinagem da vez seria feita por ela, melhor amiga de Marina, uma excelente Feiticeira: elas trocariam de corpos com duas adolescentes que ganharam passes Vips para conhecer o grande ídolo Jared Lettus. Mas... O que começou como uma brincadeira, que tomaria somente uma noite da vida de todas as mulheres envolvidas naquilo, acabou se transformando em um pesadelo para Marina. Sua amiga, Bete, se recusa a desfazer a troca e pretende agora transmutar de corpo para corpo, se tornando assim, eterna. Jovem e SAUDÁVEL para sempre... O que mais poderia lhe acontecer? Aconteceu! Marina se apaixonou por Brendon (um desconcertante rapaz de boca sensual, mais jovem que ela) e agora uma outra pergunta não lhe sai da cabeça: Pode a diferença de idade pôr fim a um grande amor? O que ela fará? Viverá para sempre no corpo da mimada Stefany (que nunca deu valor à vida que tinha) e desfrutará de tudo o que nunca teve: uma família, um grande amor, amigas de verdade, dinheiro, oportunidades... ou volta à sua vida sofrida e resgata sua irmã caçula que é excepcional, e que, sem seus cuidados, foi internada numa instituição? Torça por nossa misteriosa heroína e seus fiéis amigos, Ryan e Astrid, nessa luta contra o tempo e divirta-se com a maravilhosa e hilária Família Nordestina de Dona Chica, que além de Javali (o cachorro que solta puns violentos), ainda conta com Tio Sivirino, o espírito do tio de Ryan que habita o Fiat 147 amarelo ovo do sobrinho... o carro mais fedido, temperamental e inesquecível do planeta!


P.S: Vídeo editado por Simone Pesci

Trata-se de um enredo ficção-fantasia, bem construído, instigante e que mesmo com suas 585 páginas, faz o leitor cair no riso. Aliás, o leitor pode até se assustar com a quantidade de páginas e até pensar:  Poxa, isso deve ser cansativo! Mas posso afirmar que em momento algum eu cai no tédio. Pelo contrário, sempre entrei de coração em seus enredos  e digo mais, nem hesito em ler algum texto escrito por ela, pois como já bem disse, é digno de aplausos. SIM, eu sou fã incondicional. o/

 Meu Deus!  exclamou ela olhando o próprio reflexo no espelho: ela não voltara ao seu corpo! Ainda estava no corpo da adolescente mestiça, a mesma adolescente que a encarava irada, sobre seu ombro!  O que aconteceu? Por que eu ainda estou nesse corpo?
 SUA LADRA!  berrou a adolescente transtornada.  DEVOLVA MEU CORPO! (Livro: A Ladra de Corpos, Pág.24)

De início nos deparamos com duas amigas, Marina e Bete, que loucas para conferir o show do ídolo, Jared Lettus, resolvem fazer uma troca de corpos, com duas garotas que ganharam um concurso para estarem de frente com o seu ídolo. No entanto, Bete, que é uma feiticeira, sem o consentimento de Marina, joga um feitiço muito além, fazendo dessa troca fixa. Marina se vê desesperada quando percebe que não pode voltar ao seu corpo, tendo que deixar de lado sua irmã autista, aos cuidados de um lugar especial, ou seja, sem os seus cuidados. No entanto, ela tem a oportunidade de viver uma nova vida, menos sofrida, e de quebra conhece o seu grande amor, Brendon. P.S: Suspiros pro safadenho Brendon. rs 

Brendon é um jovem fanfarrão, que pega todas as garotas, noivo da ditadora e insossa Morna, ops errei, Norma — e  que ainda assim pega todas as garotas  às vezes mais de uma por noite. Ele é um lindo e atrativo moreno de 22 anos, com uma boca apetitosa. Eis que surge seu apelido: BOCÃO!

Por outro lado temos Marina... Agora ela não é mais um mulher, mas sim uma adolescente de 16 anos, rica, cercada de novos amigos que gostam de estar ao seu lado (coisas das quais ela não desfrutava em sua verdadeira-vida-não-vivida), e também tem ao seu lado o seu grande amor, Brendon. E, ainda a seu lado, segue o espírito da garota que ela tomou posse do corpo, ou seja, Stefany, que por sinal, é um espírito mimado, berrante, sem coração e chato. Na verdade, a única coisa que ambas têm em comum é o nome "Marina", pois o espírito/fantasma se chama Stefany Marina.
 Quem é você?  perguntou ele olhando-a no fundo dos olhos, fazendo-a recuar.
 Ninguém interessante...  murmurou ela.  Talvez alguém ainda mais perdida do que você... louca pra voltar pra casa e ser invisível novamente...
Ela estava se afastando quando ele a prendeu pelos braços e a trouxe para bem perto de si. Encarou-a curiosamente, fazendo-a pensar se ele não descobrira tudo. Era como se ele procurasse alguém dentro dela. Como se soubesse que aquele corpo não era o dela, como se conseguisse ver como ela era... e aquilo apavorou ainda mais Marina. (Livro: A Ladra de Corpos, Pág.147)

Stefany sempre foi uma garota mimada e sem coração, a qual todos conheciam e sentiam repulsa. Por isso foi um tanto quanto difícil Marina convencer a todos  inclusive Brendon  que ela era uma pessoa melhor e que havia mudado.  Contudo, ela conseguiu essa proeza, incluindo-se na família de Ryan (primo de Brendon).

Marina se vê num impasse... Sabe que não é certo continuar desfrutando do corpo de Stefany, e com ajuda de sua amiga Astrid e também de sua mãe Silvia (uma poderosa feiticeira), resolve abrir mão dessa nova vida que tanto ama, e tenta a todo custo desfazer este feitiço, deixando para trás até mesmo seu amor, podendo desta forma estar ao lado de sua amada irmã autista.  Por meses, o corpo de Marina está em coma, num hospital. Agora cesso meus comentários para não soltar spoiler's.

Divertido! 
Instigante! 
Apaixonante!

Uma história narrada em terceira pessoa, muito bem escrita, com personagens cativantes e que me fez entrar de coração na trama, ansiando por fazer parte dela, querendo ajudar uns e detonar outros. A minha imaginação foi longe, Angie tem como característica entreter e divertir o leitor  e suas histórias sempre levam uma boa mensagem. O leitor que degustar de seus textos encontrará muita diversão, e também um 'conteúdo com conteúdo' se é que vocês me entendem. rs >>> Aliás, neste enredo, me deparei com uma diversificada playlist, que me encantou. 

O livro é uma publicação independente, divinamente editada, carregando uma capa que mais no final da leitura sabemos o quão faz sentido, envolto em uma diagramação belíssima e sem erros em sua revisão. Agpra só mes resta uma baita ressa literária. Parabéns, Angita! E agradeço pelo belíssimo presente! \o Por fim: para os apreciadores de um conteúdo divertido e maravilhoso, eis uma fantástica pedida. \o


Livro: A Ladra de Corpos
Autora: Angie Stanley
Gênero: Ficção - Fantasia
Publicação: Independente
Ano: 2013
Páginas: 585

2 comentários