26 de nov de 2014

Sobre 2014...

À  s vezes me pego pensando:

 Por que trabalhar tão corretamente se na verdade não há reconhecimento? Aliás, pela segunda vez, estou me sentindo usada, descartável, um lixo. Dei o melhor de mim, nunca faltei e foram poucas as vezes que atrasei (no máximo uns 3 minutos). Fui trabalhar com dores e só enfrentava um posto de saúde depois do meu horário de serviço, para que assim, não houvesse nenhum comentário.

Atendi sempre muito bem os clientes e funcionários, entreguei os relatórios (semanais e mensais), tudo no prazo que fora estipulado. Segurei meu desapontamento e choro: fosse com um cliente ou até mesmo com um funcionário egocêntrico, que decerto me colocava num patamar abaixo: o de telefonista-terceirizada-necessitada. SIM, eu ainda sou uma necessitada telefonista, porém, desempregada. E se não fosse eu estar lá, atendendo bem a todos, teríamos uma guerra audio-telefônica. Entre promessas falsas e tapinhas nas costas, depois do afastamento, escutei:

 Entrará um nova empresa, também terceirizada, mas pelo que sabemos, serão contratadas novas funcionárias, pois não querem ninguém com vícios de trabalho por aqui...

Foi isso mesmo que escutei? Vícios de trabalho? O meu único vício foi trabalhar direito, e sinceramente, é lamentável escutar isso da boca de uma pessoa que só consegue estar onde está porque lambe o rabo de uma gerência e diretoria que de fato tá cagando e andando para os funcionários (principalmente os terceirizados). Lembro-me de uma coisa que foi dita, um pouco depois que o meu contrato acabou:

 Agora você é uma escritora famosa, não precisa mais trabalhar aqui atendendo esse telefone.

Hein? Eu sou uma autora independente, que quebrou o contrato de última hora com uma editora e rodou apenas 160 livros físicos , e que graças a Deus, por meses, conseguiu segurar as contas de casa com o salário (que nem era aquelas coisas), mais o dinheiro destes livros. Agora sem o salário, e por sinal, sem a rescisão que ainda nem foi paga (e sabe-se lá se algum dia vai ser?) pela contratante de merda terceirizada, estou mais na merda do que nunca. P.S.: Olha a redundância na palavra "MERDA" Dona Simone... Me dê um desconto pessoal, estou triste, revoltada e com o coração nublado!!! Eis 'a escritora famosa'.

Então, no auge do desespero, tenho o meu momento "Alex"...

 Opa! Perae, quem é Alex? 

Pra quem não sabe,  Alex é a personagem central do meu livro. Ela é meio assim: Entre o Céu e o Inferno —, e digo desde já que estou mais no momento "Alex - Inferno" do que no momento "Alex - Céu": desacreditando de tudo e de todos  até mesmo do cara lá de cima  o tal Deus! No entanto, ainda existe um lampejo de esperança, pois tenho que me lembrar que foi Alex, Max e o Juan que fizeram do meu 2014 melhor, pois esta conquista  a meu ver  foi uma das poucas coisas que valeu a pena este ano...

Por fim: ainda estou ao lado daqueles que realmente importa pra mim (minha família), e por isso estou encontrando forças até mesmo no 'meu inferno astral'. Aliás, meu INFERNO deve estar feliz em me ver deste jeito. Na verdade, queria estar na companhia do meu CÉU, mas este tampouco lembra que eu existo.

Se vou agradecer este 2014?

SIM! Valeu DEUS!!! Só estou revoltada com a situação que me encontro... Mas vou tentar acreditar que dias melhores virão... E pra fechar esse post com chave de ouro, deixarei um sonzinho, que me inspirou em um dos capítulos do livro... e seja o que Deus quiser, porque...
Mesmo quando tudo pede um pouco mas de calma, até quando o corpo pede um pouco mais de alma, a vida não pára.

23 de nov de 2014

[Falando em]: Waterland, Perseguindo Sonhos (Livro 1) — de Andrea Bahia

Eu ganhei este livro dias atrás, de parceria com a editora "Tribo das Letras". P.S: Obrigada, Nanda! S2  Aliás, eu avistei-o pela primeira vez na Bienal 2014, quando estava expondo o meu primeiro livro no estande da TDL. No entanto, o desconhecia. Trata-se de uma trilogia de gênero fantasia, sendo que este é o primeiro volume. Portanto, confira agora a sinopse, teaser trailer que eu tive o prazer em editar e resenha de "Waterland, Perseguindo Sonhos  Livro 1", obra de Andrea Bahia


Sinopse: O que fazer quando parte de sua memória foi apagada misteriosamente de sua mente? Quando dois anos de sua vida são um total mistério? Quando duas vidas se misturam em sonhos e realidades? Quando você passa a questionar sua própria sanidade? Seguir em frente é a única opção existente... Anna é uma garota normal: jovem, bonita e confusa. Sua vida poderia ser perfeita se não fosse pelas dúvidas que abalam sua mente e o mistério que assombra o seu passado. Numa tentativa de redescobrir a si mesma, ela embarca para o outro lado do mundo, Austrália, deixando para trás o conhecido e buscando as respostas tão desejadas. O que ela não esperava era que essa nova vida traria não apenas respostas, mas mais perguntas a serem respondidas, mais emoções a serem vividas e um amor que resistiria a barreira do inexplicável...

P.S: Vídeo editado por Simone Pesci
Diferente do que acontecia na adolescência, no final de cada sonho, eu sempre fugia, tentando acordar. Ainda que, de alguma forma, meu coração não quisesse. Talvez a realidade esteja vencendo, ou talvez seja eu perdendo a capacidade de sonhar... (Livro: Waterland, Pág.9)
 "O livro é envolvente, apaixonante, um mergulho onde as emoções tomam conta de você e faz com que a cada parte da história você deseje cada vez mais."

É isso que está escrito em uma das orelhas do livro, e foi exatamente isso que senti ao lê-lo. Minha surpresa foi tão grande, que por diversas vezes me peguei pensando: "Este livro tem que ser lido por todos". Quem me conhece sabe que o meu gênero literário predileto é o romance/drama. No entanto, estou resenhando uma obra recheada de paixão e aventuras. Eis que surge Waterland, que é nada mais que uma ilha, um outro mundo do qual a protagonista, Anna, terá que relembrar que faz parte. 
Agora eu tenho a minha frente meu sonho realizado, meu primeiro e único amor ao alcance de minhas mãos, mas ao mesmo tempo, a confusa ideia de duas vidas paralelas, tem me tirado o chão. Eu não serei a mesma depois disso, o 'eu' de ontem, não mais existia. A momentânea ideia de normalidade é um acalento ao coração. (Livro: Waterland, Pág.84)
Ao mudar de país, Anna conhece Nereu. De forma repentina, ela tem a leve sensação de conhecê-lo de outros tempos, o que é revelado sucintamente durante a trama. Os dois carregam a mesma marca de nascença, uma concha nas costas, e isto, de início, deixa ela apavorada, fazendo com que pense que ambos possam ter algum parentesco ou até mesmo serem irmãos. Ela passa a ter sonhos reveladores e confusos, muitos destes com Nereu, e com o tempo passa a descobrir parte de sua origem e também o verdadeiro sentimento que nutre por ele, fazendo-os dois amantes apaixonados. Nereu é o seu porto seguro, e por tempos sente-se transtornado com a perda de memória da sua amada, e assim afasta-se. Contudo, depois de um tempo, resolve voltar para o lado de Anna. O quote que colocarei abaixo é uma das cenas de amor mais linda que li até hoje. S2
Solta minhas mãos e nada fez antes de ver meus dedos aprisionarem a fronha. Seus lábios se movem de cima a baixo, subindo e descendo colina. Hora sugando e mordiscando, hora acariciando como uma leve pena. Meu corpo se contorce.
Seus hábeis dedos dedilhavam meu intimo sobre o fino tecido. Um exímio pianista levando-me para altas notas...

 Nereu...  A eletricidade corre minha pele, eu quero mais, eu preciso de mais. (Livro: Waterland, Pág.169)


Preciso dizer mais alguma coisa?

Agora vou cessar os meus comentários para não soltar spoilers

Geralmente quando leio o primeiro capítulo de uma obra, já tenho a ideia do que me aguarda no decorrer da leitura. Afirmo que me encantei logo de cara, pois além de um conteúdo muito bem escrito, encontrei intensidade envolta em um "quê" poético, algo que muito aprecio.  A autora mostrou-se uma excelente contadora de história em seu primeiro enredo, construindo uma trama envolvente e de perder o fôlego, onde mundos se interligam, levando os personagens a atitudes drásticas e que faz até mesmo o leitor se questionar. Os personagens  secundários são tão apaixonantes e envolventes quanto os protagonistas. Eu fiquei envolvida do início ao fim, tentando descobrir os segredos a desvendar, o que não foi revelado de um todo, pois como já mencionei, trata-se de uma trilogia. Portanto, vem muito mais por aí, assim espero. \o Os capítulos finais foram contagiantes, eu fiquei enternecida por todo conteúdo. Além do mais, a autora presenteou o leitor com um epílogo que MINHA NOSSA! Perdi ainda mais o fôlego pela trama e agora, mais do que nunca, anseio por ler sua continuação. 

O livro é narrado em primeira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; como houve um problema na impressão do arquivo, pois foi impresso o arquivo errado,  eu li o livro impresso com alguns contratempos na diagramação e revisão, algo que já está sendo corrigido para uma nova impressão, nada que desabone a leitura. Se eu gostei? NÃO, EU AMEI! S2... E leria até mesmo a lista de compras da Andrea. \o Por fim, para você que curte um MARAVILHOSO romance com uma pitada de fantasia, eis essa excelente pedida. 



Livro: Waterland, Perseguindo Sonhos (Livro 1)
Autora: Andrea Bahia
Gênero: Romance/Fantasia
Editora: Tribo das Letras
Ano: 2013
Páginas: 290

21 de nov de 2014

VOTEM - #EOCEOI \o

Olha só que lindeza! O blog/site/parceiro "Tão bom Quanto Pizza" abriu uma votação com os melhores do ano, e meu amado "Entre o Céu e o Inferno" está concorrendo em três categorias, sendo elas: melhor livro nacional do ano; Juan (o inferno) como melhor personagem masculino do ano e minha doce/amarga Alex (céu e inferno) como melhor personagem feminino do ano. Aliás, eu nem preciso dizer o quão estou feliz e lisonjeada por #EOCEOI (e seus personagens) estarem inclusos nesta fantástica lista, ao lado de tantos outros excelentes autores e obras das quais admiro e aprecio. Portanto pessoal, peço de coração, VOTEM - #EOCEOI. Desde já, agradeço.

**Para votar, clique AQUI.

Um beijão enorme em todos,

16 de nov de 2014

Resultado Promo - #SEMANA #EOCEOI

Foram 5550 entradas (participantes), e meu espanto e contentamento foi extremo, mesmo notando que a maioria dos participantes não seguiram as regras da promo! \o/ Aliás, a intenção sempre foi divulgar minha obra, e com a ajuda dos blogs participantes, que por sinal, hoje são meus parceiros amados, por uma semana ‪"Entre o Céu e o Inferno" foi divulgado, sendo assim mais visado neste mercado que, para um autor independente como eu, é muito difícil. Por fim, quero agradecer de coração a todos que de uma forma ou de outra participou: concorrendo ao Kit, curtindo a página da obra, seguindo este meu blog pessoal, comentando nos posts da#SEMANA #EOCEOI. Obrigada! Obrigada! Obrigada! Sejam sempre BEM-VINDOS novos amigos. \o/

Agora vamos ao resultado [...] SIM, tivemos uma vencedora — e o nome dela é: Jessica Oliveira! Parabéns Jéssica e obrigada por seguir todas as regras da promo!!! \o Logo mais CÉU e INFERNO estará ao seu ladinho, na sua casa.


Beijossss em todos vocês,

Simone Pesci.

"3 coisas que você deve saber antes de escrever protagonistas femininas"

Eu avistei este artigo no mural do facebook de uma colega-autora, e não poderia deixar de postá-lo aqui. Por fim, ao lê-lo, tive a certeza que acertei e errei com a minha protagonista Alex de "Entre o Céu e o Inferno". Contudo, o meu contentamento maior foi saber que foram 'mais acertos' do que erros. \o/

Este artigo é tão legal e com dicas super válidas, que mesmo não dando para copiar e colar o html aqui no blog, decidi redigitá-lo inteiro , é claro que com o seu devido crédito no final. Confiram:

------------- xxx ------------

A mulher na literatura, seja como personagem, ainda sofre com preconceitos, com um mundo dominado por editores e escritores homens, por um público leitor masculino que ainda se recusam a ler livros que foram escritos por mulheres ou que possuam protagonistas femininas. É por isso também que, muitas vezes, as personagens femininas não nos representam sob nenhum aspecto.

A percepção do gênero

Dificilmente me sinto representada em livros escritos por homens. São raras as exceções em que consigo uma ligação com a personagem ou personagens, porque elas costumam estar carregadas de estereótipos de gênero. Uma das primeiras coisas que acaba com uma personagem feminina é a falta de cuidado ao descrevê-la. Em geral, o autor escreve sua personagem de forma provocativa e sedutora. O corpo dela é destrinchado em partes sensuais para o leitor, num relato da fantasia do autor que a imaginou daquela forma. Isso mostra que ele não entende de coisa alguma do pensamento de uma mulher para com seu corpo.

Em geral, eles também não entendem o funcionamento do corpo feminino. Menstruação parece ser um tabu para os autores, as mulheres nos livros deles não menstruam, não peidam, não arrotam, não têm cólica, não têm orgasmos (e quando têm são, muitas vezes irreais), têm filhos em processos que são lindos e utópicos, nunca passam pelo puerpério, não têm diarreia, e por aí vai. Se gostam de sexo, são ninfomaníacas, se não gostam, são monásticas. Quando elas apresentam alguma coisa, essa coisa é apresentada como uma "desculpa" para evitar alguma ação, sexo com a protagonista, muitas vezes, mas não é demonstrado como algo natural do corpo dela. Ou seja, são mulheres irreais.

Mulheres, dificilmente, são amigas de outras mulheres na literatura, como se nascêssemos para competir uma com as outras, em eternas picuinhas e intriguinhas para arruinar a festa do casamento da outra, roubar o namorado da outra, se vingar por alguma razão. Por favor, parem. Mulheres podem muito bem ser amigas e unidas, pois essa cultura de competição entre as mulheres é um traço cultural desastroso e que não serve para nada além de causar desafeto e muita tristeza. É horrível ter uma amizade que compete com você sobre tudo. É possível ter amizades verdadeiras, não caia nessa lenda urbana.


14 de nov de 2014

PERCA O CONTROLE VOCÊ TAMBÉM...

Eu, de fato, perdi o controle ao me deparar com este novo trailer de "Cinquenta Tons de Cinza". E vocês, também perderam? Para quem ainda não conferiu, segue ao lado o poster oficial e também abaixo o novo trailer de CTC, que foi lançado ontem (dia 13/11/14). Aliás, o filme é uma adaptação da obra de E. L. James para as telonas, e tem data de estreia mundial para o dia 12/02/15. \o/

Sinopse do livro: Quando Anastásia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática RESERVA de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos. Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso - os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos...

P.S.: Chega logo Fevereiro. \o/

[Tag]: Meus Livros, Ninguém Sai!

A blogueira literária Gisa Aguiardo "Blog Amo Romances", me convidou para participar desta TAG maravilhosa. E, sem hesitar, eu aceitei! \o Foram 8 perguntas bem legais. Portanto, antes de deixar minhas respostas e indicações, confiram AQUI as respostas da Gisa. P.S.: Adorei as respostas dela.



1. Sabe aquele livro que você devorou rapidamente? Qual foi ele?
Simone: Eis a resposta. Por fim, este é o livro que mais amo , e por sinal, que devorei com o coração.

Sinopse: Este é um livro de estreia vibrante, profundamente romântico e imperdível. Lennie Walker, de dezessete anos de idade, gasta seu tempo de forma segura e feliz às sombras de sua irmã mais velha, Bailey. Mas quando Bailey morre abruptamente, Lennie é catapultada para o centro do palco de sua própria vida - e, apesar de sua inexistente história com os meninos, inesperadamente se encontra lutando para equilibrar dois. Toby era o namorado de Bailey, cujos sentimentos de tristeza Lennie também sente. Joe é o garoto novo da cidade, com um sorriso quase mágico. Um garoto a tira da tristeza, o outro se consola com ela. Mas os dois não podem colidir sem que o mundo de Lennie exploda...


2. Qual livro te prendeu?
Simone: Foram tantos! É até difícil escolher um, mas já que é preciso, vamos lá [...] Eu li este faz pouco tempo, e do início ao fim fiquei assim óóó: Pout'zzzzz!!! Sabe àquele enredo que ti prende do início ao fim. Então, eis que surge "Arma de Vingança".

Sinopse: Como uma deusa cruel e vingativa, destruirei todos que estiverem em meu caminho... O que você seria capaz de fazer por vingança? Suportaria uma vida cercada de mentiras, traições, dores, crime e morte? Ana sobreviveu. Pagou o seu preço com marcas que o tempo nunca será capaz de apagar. Deixou para trás toda a inocência de criança para dar lugar a uma mulher fria e calculista, disposta a ser a perfeita arma de execução contra aqueles que tentaram destruí-la. Para conseguir os seus objetivos, não terá limites: irá mentir, enganar, seduzir e trair... Sem remorsos ou pena daquele que um dia julgou amar. Prepare-se para ouvir a história de Ana. Caminhe na tênue linha entre a paixão e a obsessão e veja como até os príncipes encantados tem o seu lado sombrio. Afinal, esta não é uma história de amor. 

3. Qual obra te desestabilizou emocionalmente?
Simone: Sem sombra de dúvidas é este. Aliás, eu já passei por isso anos atrás. Eu tive câncer mediastinal maligno, aos 20 anos, que (graças a Deus) agora está em remissão. Senti-me, na época, exatamente como os protagonistas do enredo...

Sinopse: A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar. 

4. Qual livro você não empresta ou tem muito ciúmes?
Simone: Pode ser o meu baby? Morro de ciúmes deste meu filhote. rsrs

Sinopse: Alex conheceu o sofrimento desde a mais tenra idade. Foi adotada e sua nova família não era a salvação que uma criança tanto precisava. O seu próprio pai adotivo lhe apresentou o primeiro inferno. Porém, o céu decidiu resgatá-la, foi quando em plena infância, Max apareceu em sua existência. Mas a jornada era árdua e Alex cresceu vivendo no inferno e sendo amparada pelo céu... Ela precisava escolher um dos caminhos, uma estrada certa que a levasse ao destino que tanto sonhara. Mas o jogo da vida não era fácil. Juan surgiu para relembrar o seu maior inferno. E, agora, Alex vive perdida, tendo que escolher "Entre o Céu e o Inferno". Conheça a história de uma jovem garota que aprendeu a viver com o ódio, o amor, o perdão, a fé e o recomeço. Uma jornada aterrorizante e com um delírio sexy e instigante. A pureza sublime de um céu... E o fogo abrasador de um inferno. 



13 de nov de 2014

[Falando em]: Mansion Rouge — de Andréa Titericz

Trata-se de um enredo de conteúdo HOT que eu ansiava ler há tempos e por qual me apaixone! Aliás, eu sempre fui encantada por essa capa e título, e quando li sua sinopse, fiquei ainda mais sedenta em lê-lo. Desta forma, eu e a Andréa Titericz trocamos exemplares. P.S: Obrigada, Déa! S2 Agora confiram a sinopse, book trailer que eu tive o prazer em editar e resenha de Mansion Rouge, uma publicação da editora Literata


Sinopse: A vida de Anna Moore sempre fora muito pragmática, a objetividade e eficiência eram as únicas coisas que importavam. Nada poderia abalar o mundo totalmente estruturado de Anna Moore, nada, exceto Jorge Rimes. Jorge Rimes era o problema na vida de Anna, mas um homem como este é um problema na vida de qualquer mulher que o cerque. Arrogante, inteligente e acima de tudo extremamente sexy, desestruturar corações era uma hobby do qual Jorge muito se orgulhava até que Anna abalou o seu mundo. Anna e Jorge viviam vidas com caminhos totalmente distintos até que um casamento frustrado, o despertar sexual, Mansion Rouge e um ninho de mentiras os colocam mais próximos do que poderiam imaginar. Entretanto um obstáculo surgiu que eles não esperavam... O amor! E este sentimento desconhecido tirou a sanidade da fria e objetiva Anna e derrubou o cinismo do descarado Jorge, perturbando suas vidas e sendo posto a prova pelo sabor amargo de traumas, segredos e mentiras. Será que a doce paixão que os consumia, seria suficiente para vencer todas as barreiras? Uma relação conturbada com emoções a flor da pele... Nada muito doce, muito menos azedo, simplesmente agridoce.


P.S: Vídeo editado por Simone Pesci
 Você pode se lamentar, mas eu não. A propósito, sou Jorge Rimes.  ele esticou sua mão e era quase humanamente impossível sorrir daquele jeito tão sexy, pensava Anna. (Livro: Mansion Rouge, Pág.9)
 Meu nome é Anna  Quando as palmas se tocaram, ela percebeu o quanto sua mão estava fria. Ou era ele que era extremamente quente? (Livro Mansion Rouge, Pág.10)
Prazer! Apresento-lhes os protagonistas deste delicioso e entorpecente enredo, ou seja, Anna e Jorge. S2 Alegra-me dizer que apreciei 186 páginas de um enredo HOT muito bem construído, sem um vocabulário esdrúxulo, com protagonistas ousados e cativantes e com um 'quê' romântico. Por isso, antes de continuar com essa resenha, confira mais um delicioso quote.
 Agridoce.  
 Como?  Anna questionou.
 Seu gloss doce junto com o limão, o licor e a tequila, deixaram-na com um gosto irresistível. Agridoce  Anna suspirou  Fico me perguntando se outras partes do seu corpo têm esse mesmo sabor. (Livro: Mansion Rouge, Pág.11)

Percebe-se que os três quotes citados acima são de páginas sequenciais. Isto porque são quotes apenas do prólogo. Portanto, a quantidade de postites que usei no livro foram além do que eu imaginava, o que a meu ver é um ótimo sinal. hahaha

Apesar de se tratar do gênero HOT, temos um enredo diferente dos que estou acostumada a ler. Não se trata do milionário rico, empresário, sedutor, controlador e ciumento (graças a Deus, Déa!). Continuando... 

Anna — a  Miss Glacial  é uma mulher rígida, às vezes até frígida, que teve um passado regado à percalços, e por este motivo, foi criada por seu pai de forma diferente, com um carinho retido. Ela pouco acredita no amor e leva como objetivo de vida, o trabalho. Foi noiva por algum tempo,  e logo depois que se casa, ainda no primeiro mês de matrimônio, descobre uma traição por parte do seu marido. Objetiva e restrita a demonstrar seus sentimentos, termina o casamento com o orgulho ferido... Porém, com a cabeça erguida. E, de certa forma, sente-se aliviada, pois nunca enxergou no marido um amor verdadeiro, e sequer sentia prazer quando estava ao seu lado. Assim, logo após o término da relação, cai de cara em um novo mundo... Mundo este chamado "Mansion Rouge". P.S.: Até eu quero fazer uma visitinha por lá também. \o rs

Jorge (ainnn Jorge  suspiros), é um lindo/gostoso e mulherengo homem que sabe como deixar uma mulher louquinha, especialmente tratando-se de Anna. Ele a conheceu um pouco antes dela se casar, e ambos sentiram uma atração recíproca assim que seus olhares se cruzaram. Desde então, ficou enlouquecido pela moçoila, e a maneira que mais gostava de atraí-la, era provocando-a. Desta forma  e também por um certo parentesco que ambos têm em comum  ele entrou em sua vida. Jorge era frequentador assíduo de Mansion Rouge — e, por sinal, era pegador-nato-da-mulherada. P.S: D.lícia. S2
"Uma relação conturbada com emoções a flor da pele... Nada muito doce, muito menos azedo, simplesmente agridoce."
Preciso dizer mais alguma coisa depois deste quote? Acho que não né? hahaha

Agora restrinjo meus comentários para não soltar spoilers

A autora soube criar um enredo cativante e com conteúdo, além de muito bem escrito, não deixando pontas soltas. Nele, encontramos de tudo um pouco: romance, drama, cenas divertidas, outras sensuais (e sexuais), com diálogos rápidos e instigantes. Eu fiquei doidinha por todo o conteúdo, e já adianto, tornei-me fã dos textos da Andréa e leria até mesmo a sua lista de compras. \o

A história é narrada em terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação é simples, com espaçamentos e fontes na medida exata, envolta em papel pólen, ou seja, o amarelinho; sua capa é linda, estampando uma Anna sedutora, assim como sempre imaginei. Por fim, para você que curte um enredo com conteúdo e uma pegada caliente, essa é uma excelente pedida. \o 


Livro: Mansion Rouge
Autora: Andréa Titericz
Gênero: Hot/ Romance
Aditora: Literata
Ano: 2014
Páginas: 186

11 de nov de 2014

[Falando em]: Descobrindo Todas as Formas de Amor — de Roberta Farig

Resenhar este livro é mais que especial, pois trata-se da obra de uma amiga que muito gosto. S2 

Eu conheci a Roberta Farig tempos atrás, e desde então acompanho sua dedicação para a publicação deste, que faz parte de uma trilogia —  e saber que foi ela quem ganhou a publicação gratuita da obra, em uma promoção, deixou-me muito feliz. \o/ P.S: Parabéns, Ro! Aliás, dias atrás, ela sugeriu uma troca de exemplares, o que eu aceitei de prontidão. \o Agora confiram a sinopse, vídeo fanmade e resenha de "Descobrindo Todas as Formas de Amor", uma publicação da editora Uno




Sinopse: O amor pode ser encontrado em diferentes formas e situações. Algumas vezes, ele aparece nos momentos mais inesperados e das pessoas menos improváveis. Anabella vivencia isso desde o momento que nasceu. Ela pôde sentir o poder do amor em sua vida, descobrindo, inusitadamente, que o amor salva. Após ser abandonada pela mãe biológica, Anabella passa a viver com os pais adotivos, que lhe dão todo o amor que uma criança deve receber. Com o tempo, ela conhece o mundo e aprende as artimanhas necessárias para sobreviver. O problema é que, algumas vezes, sua inocência a leva por caminhos difíceis, contudo, sempre com alguém a ampará-la, um ser enviado por Deus que muito a ilumina. O amor de um homem não poderia ficar de fora, e a vida traz a Anabella a oportunidade de experimentar uma intensa e deliciosa história. No entanto, nada é por acaso, e no momento em que ela decide se entregar a esse novo amor, uma reviravolta dolorosa surge em seu caminho, obrigando-a a rever seus planos e seus conceitos sobre o amor e a vida.


P.S: Vídeo editado por Vanessa Araujo
Na verdade, sou uma mulher que ainda acredita em contos de fadas. Mas também,  quem disse que eles não existem? Afinal de contas, está cheio de bruxas más e caçadores perdidos por ai. Acredito que, quando o amor é verdadeiro, ele vence qualquer batalha. (Livro: Descobrindo Todas as Formas de Amor  Pág.57)
Estou dando meu parecer sobre uma trilogia, por isso destaco que não vou me basear no que foi apresentado apenas neste primeiro volume. Digo isso, pois, tempos atrás, me deparei com uma resenha  diga-se de passagem  um tanto maldosa sobre a obra em questão, baseando-se no primeiro livro como se fosse o conjunto da obra, o que de fato me irritou. Sei que a Roberta é capaz e que colocou alma em seu texto. Acredito que a pessoa que fez este parecer maldoso, não é adepta à enredos românticos clichê, pois SIM, o enredo é clichê. No entanto, é um clichê com conteúdo e que carrega consigo grande carga emocional. Portanto, pessoas desprovidas de emoção/coração, de fato o achará insosso. Só lamento!!!
Ele pegou minha mão e a beijou, olhando dentro dos meus olhos. Meu corpo já estava suando e ficou ainda mais quente, a cada instante ele se aproximava, causando uma séria combustão desconhecida dentro de mim. Foi quando a sua boca tomou a minha com tamanha urgência. Não reagi, não me mexi, apenas senti seus lábios aos meus. (Livro: Descobrindo Todas as Formas de Amor  Pág.90)
Como o título sugere, em 180 páginas, descobri todas as formas de amor (...) Desde o amor familiar até uma verdadeira amizade. No entanto, a brecha final da trama, destaca-se naquele amor do qual a maioria de nós sonhamos, ou seja, o amor de um homem para uma mulher. S2

Uma das coisas que me instigou na leitura, era saber que a Roberta inspirou-se para/com os seus personagens em atores nacionais. Aliás, foi muito prazeroso ler o livro e imaginar a atriz Fernanda Souza como Anabella e o ator Rodrigo Santoro como Samuel (P.S: O lindo vídeo inserido no post mostra isso S2). 

Anabella é uma garota de 22 anos, filha adotiva e batalhadora, foi criada por duas pessoas maravilhosas, seus pais adotivos  Katia e Leonardo. Ela tem uma amiga um tanto quanto doida  Talita, e faz estágio em um conhecido e conceituado escritório de advocacia, que, por sinal, é um excelente ambiente de trabalho, deixando-a sempre rodeada por amigos (um destes inimigo  rs)  e, por fim, conhece àquele do qual seu coração é flechado, ou seja, o doutor Samuel. 

Ela tem uma vida normal e constantemente é movida pelo coração. O amor que sente por seus pais é divino. Posso dizer que em muitos trechos me senti a própria Anabella, pois sou muito apegada aos meus pais também. S2 Porém, tratando-se do coração, ela se encontra um tanto aturdida. Contudo, eis que surge Samuel, até então o seu chefe no escritório de advocacia. 

A moçoila não o conhecia pessoalmente, e ficou sabendo muitas coisas desagradáveis a seu respeito. Mas quando ambos ficam frente a frente, tudo passa acontecer... Ela se encanta de imediato por ele e sequer se importa com tudo de ruim que escutou. Samuel é um homem lindo, rico, inteligente, charmoso e CIUMENTO... E assim a trama vai se desenvolvendo, aos poucos, mostrando o dia a dia de uma garota que busca por seus sonhos, em meio a dúvidas e anseios, deixando se encontrar e perdendo-se. O final é enveredado por um dilacerante acontecimento, que certamente será abordado como foco no livro 2.

O livro é narrado em primeira pessoa (sempre aos olhos de Anabella), com narrativa e diálogos de fácil compreensão; sua diagramação é singela, com fontes numa medida boa, porém, os espaçamentos estão muito rentes as laterias, o que de certa forma dificultou a leitura, adornados com papel offset, ou seja, o branco (P.S: Não curto o papel branco, pois ele força mais as vistas); e sua capa estampa um vasto jardim de esperanças, adornados com rosas vermelhas e um coração, o seja, ambos símbolos do AMOR. Por fim, para você que curte um enredo recheado de coração, eis uma ótima pedida. \o


Livro: Descobrindo Todas as Formas de Amor (livro 1)
Autora: Roberta Farig
Gênero: Romance
Editora: Uno
Ano: 2014
Páginas: 180

8 de nov de 2014

7 dicas para seu conto ficar irresistível!

Eu encontrei este artigo e achei ele super válido e interessante. BOoOra conferir?

1 – Comece com uma ação! Você pode descrever depois os personagens, o clima ou o cenário. A primeira sentença de seu conto é, talvez, a mais importante. Dê bastante atenção e não deixe seu leitor resistir à tentação de saber o que houve com o protagonista. “BOOM – fez a porta se fechando no final do corredor!” Verbos, verbos, verbos!

2 – Teste 2 ou 3 títulos. Peça ajuda de amigos ou parentes para escolher o mais chamativo. Um bom título pode fazer seus leitores lembrarem de você ou lerem seu conto primeiro!

3 – Evite o uso de adjetivos – principalmente os simples como “feliz”, “nervoso” ou “inquieto”. Como em todas as boas ficções, adjetivos às vezes atrapalham a imaginação do leitor. Tente descrever as lágrimas caindo, o coração apertado e a amarga saudade de alguém em vez de, simplesmente, dizer que seu personagem estava triste. Leve seu leitor a SENTIR!

4 – Mantenha o suspense! Mesmo romances precisam de um gostinho de quero mais. Não deixe que seu leitor caia numa leitura maçante. Solte as dicas aos poucos e o ajude a descobrir sozinho o caminho do enredo.

5 – Pesquise sobre o tema. Dark Fantasy é uma classificação nova, que engloba elementos fantásticos (monstros marítimos, anjos, fadas, goblins, elfos, vampiros, novos seres etc.) transformando-os em criaturas assombradas e levando o enredo para perto do horror (não necessariamente adulto). Alguns filmes que podem ser classificados como dark fantasy são: Coraline, O Estranho Mundo de Jack, Branca de Neve e o Caçador, Anjos da Noite, Os Irmãos Grimm, Não tenha medo do escuro e O Labirinto do Fauno.

6 – Ambiente em um novo lugar. Caso seu conto não precise se passar em Nova York ou Londres, ambiente-o em um cenário novo! Pântanos da China, bunkers abandonados na Alemanha, o banheiro de um Boeing por onde sai um pequeno duende de olhos amarelos e não deixa o protagonista escapar, ameaçando derrubar o avião?! Pesquise sobre mitologias de outros países e enriqueça ainda mais seu conto!

7 – Seja criativo! Pense sobre tudo que já foi escrito. Imagine agora algo novo que você mesmo adoraria ler. Um unicórnio dourado assassino de criancinhas? Uma sereia que resolveu caçar marinheiros para que possa sugar seu amor, após ter sido abandonada por um pirata? Ou talvez um homem que fez um pacto com um vampiro maligno para conseguir a vida eterna e agora precisa pagar o preço transformando seus próprios filhos em vampiros? O céu é o limite, autor, e você tem um avião para levar seus leitores lá pra cima! Você decide quão nova será a paisagem que eles verão! Boa escrita!

Dica extra: Já visitou o incrível http://www.sinonimos.com.br hoje? Nada melhor para realçar ainda mais sua escrita!

Artigo via: Facebook - Editora Wish

7 de nov de 2014

Semana #OCULTOS - #DIA6

Estamos no último dia de divulgação de "Ocultos - Eclipse Sagrado", da more-autora Vanessa Araujo  e desde já, quero dizer que foi um prazer fazer esta divulgação aqui no meu blog. Apesar de ainda não ter lido a obra, já conheço outros trabalhos da Vanessa e admiro sua capacidade e talento para com a escrita. Aliás, estou ansiosa pacas pra conferir este seu novo trabalho. Por fim, desejo a Vanessa todo êxito do mundo. \o/ Agora, pra finalizar a divulgação, neste último dia, trago pra vocês o BT (book trailer) da obra e também as redes sociais da autora. Confiram:

6 de nov de 2014

Semana #OCULTOS - #DIA5

Chegamos ao penúltimo dia de divulgação de "Ocultos - Eclipse Sagrado", da autora Vanessa Araujo. E, neste dia, apresento-lhes três deliciosos quotes desta obra que está dando o que falar. Confiram abaixo:

(clique em cima da imagem para maior resolução)



**Para saber mais sobre a obra, clique AQUI.

[Divulgando]: Inevitável! (de Kely Brenzan)

Eu sei que já está em cima da hora, mas mesmo assim venho divulgar e comunicar sobre a sessão de autógrafos da autora Kely Brenzan e sua obra "Inevitável". Aliás, o lançamento e tarde de autógrafos acontecerá sábado agora (dia 08/11/14), às 17:30hs na Livraria Curitiba - Shopping Curitiba. Neste lindo evento, teremos além da sessão de autógrafos, um bate papo com a autora. Infelizmente eu ainda não li a obra, mas pretendo fazer isso EM BREVE.

Kely, infelizmente não poderei comparecer. Mas saiba que estou desejando muito êxito pra ti. \o Agora, vamos a sinopse e um vídeo fanmade. Confiram:

Sinopse: Lauren Bittencourt está entusiasmada com sua viagem de intercâmbio para São Francisco, Califórnia. Depois do término de um namoro de dois anos com um rapaz ciumento, definitivamente, não está em seus planos relacionar-se com ninguém. Mas quando chega a seu destino, conhece Juan Johnson, um lindo magnata, que simplesmente não lhe sai da cabeça. Ela tenta demasiadamente não se entregar a essa paixão, mas Juan lhe faz viver sentimentos que jamais achou que viveria. Lauren não poderia imaginar que encontraria o amor e o ódio frente a frente de uma maneira que o medo estaria presente constantemente em seu caminho. Seria ela capaz de se entregar a uma paixão avassaladora, na qual poderá correr sérios riscos?


5 de nov de 2014

Semana #OCULTOS - #DIA4

Estamos no quarto dia de divulgação de "Ocultos - Eclipse Sagrado", da autora Vanessa Araujo , e este dia é mais que especial. Afinal de contas, quem me conhece sabe o quão sou apaixonada por música. Aliás, o dia de hoje trata-se de Playlist da obra. SIM, a autora tem uma fantástica Play da obra, e por sinal, me revelou que as canções se encaixam perfeitamente aos seus personagens.
Confesso pra vocês que fiquei ainda mais curiosa em ler o livro, pois a play é bem diversificada. Algumas canções conheço, outras não. Mas tem uma em especial que eu simplesmente surto por demais. Estou falando da canção Fairy Tale - Shaman. Portanto, confiram abaixo a play que inseri no Grooveshark. Infelizmente não encontrei todas as canções para inserir nesta play, mas abaixo deixo descrita todas elas. Confiram:

**Para curtir, bastar dar play!

PLAYLIST: OCULTOS - ECLIPSE SAGRADO

Personagem: Kendra
Música: Radioactive
Banda: Imagine Dragons

Personagem: Lucas Garner
Música: Animal I have become
Banda: 3 Days Grace

Personagem: Alec 1
Música: Hunt you down
Banda:Saliva

Personagem: Alec 2
Música: You’re gonna go far, Kid
Banda: Offspring

Personagem: Saphira
Música: Here comes trouble
Banda: Honnor Society

Personagem: Rubi
Música: Burn
 Banda: Ellie Goulding

Personagem: Sidhe
Música: This Time
Banda: Jonathan Rhys meyers 

Personagem: Vladmir
Música: Fireproof
Banda: Imagine Pillar

Personagem: Nico Kombarov
Música: Bad to the bone
Banda: AC/ DC

"Promo - Literatura é Arte"

O blog parceiro "Literatura é Arte", da minha more-autora Roberta Farig, está fazendo uma mega promoção de final de ano! Aliás, o intuito desta promo é divulgar a literatura nacional e também o seu próximo livro, que é uma parceria com a autora Vanessa Araujo, e que leva como título "Nephilins  Volume I  O Segredo", que será lançado em Dezembro de 2014. Nesta promo, estão sendo sorteados 17 títulos nacionais para um só ganhador , e entre eles está o meu amado "Entre o Céu e o Inferno". Portanto, deixarei a capa e sinopse de Nephilins, e também o link para participar da promo. Lembrando que, para concorrer, é necessário seguir todas as regras. O sorteio acontecerá no dia 10/12/2014. P.S.: Boa sorte, pessoal! \o

Sinopse: O amor se manifesta de várias formas. Amor paternal, amor filial, amor fraternal, amor passional... Uma face, duas almas. Quem poderia prever que os anjos se encantariam por duas beldades nascidas na Terra? Natalie e Alicia eram órfãs, suas mães morreram durante o parto de ambas. No mesmo dia. No mesmo horário. Levadas para o mesmo abrigo de menores, ali as meninas passaram parte de suas vidas. E o destino jamais permitiu que elas se separassem, nunca se tornaram alvo de interesses dos casais que buscavam por uma criança para adotar. Uma forte amizade nasceu, Natalie e Alicia juraram que estariam juntas para sempre, e nunca sequer imaginaram que segredos sobrenaturais as envolviam em um mundo que elas nem que acreditavam existir... Até que dois celestiais se encantaram pelas beldades terrenas... Entretanto, um precioso segredo logo seria revelado. Bastaria apenas um olhar para que poderes se manifestassem. Bastaria apenas um beijo para que entendessem. Bastaria apenas uma noite de amor para que o mais precioso segredo viesse à tona...

Guardians - Volume I - Luciane Rangel 
Sol e Lua - Mary Luna
KLAMAIA

4 de nov de 2014

De JM para Simone...

Então eu descubro que o amigo-autor "JM Alvarez" citou eu e meu livrito em seu texto divino, que por sinal, será publicado em algum momento de 2015 como livro físico. Aliás, eu já conferi alguns capítulos e posso dizer [...] É muuuuuuuito bom! Infelizmente estou com muitas leituras em atraso, e por este motivo, não estou em dia com esta leitura. Mas EM BREVE o farei. P.S.: Obrigada, JM! Sinto-me lisonjeada. \o

(clique em cima da imagem para maior resolução)

**Confira "Amor Infinito", clicando AQUI.

Semana #OCULTOS - #DIA3

Chegamos ao terceiro dia de divulgação da obra "Ocultos - Eclipse Sagrado", da autora Vanessa Araujo. E, neste terceiro dia, teremos uma entrevista concedida ao blog/site "Tão Bom Quanto Pizza", da more Juliana Gomes. BOoOra lá conferir, pessoal?

1. Conte- nos um pouco sobre você e quando decidiu ser escritora? 
Vanessa: Sempre gostei de ler. Desde a infância, perguntava-me como era possível colocar um mundo inteiro em palavras, em páginas... Porém, jamais imaginei que construiria um enredo digno de estampar uma publicação. O desejo existia, mas a coragem não. Enfim, depois de muitas aventuras – porque, convenhamos, eu não podia fazer da minha vida um simples clichê kkkkkk... –, terminei uma leitura e pensei: Por que não tentar? Bem, eu me arrisquei e acho que consegui...

2. Como surgiu a ideia de escrever a série Eclipse Sagrado? 
Vanessa: Olhei as pessoas ao meu redor, meus familiares e amigos. Analisei-os minuciosamente... E sorri. Eram simples, porém, perfeitos. Controverso, eu sei... No entanto, decidi homenageá-los. E como já tinha um projeto em mente sobre escrever algo com um toque da cultura wicca, juntei o útil ao agradável e a série surgiu. Inventei novos personagens, aprimorei a ideia e eclipsei a ficção com a realidade. Por tal motivo, a série é extremamente especial para mim.

3. Você nos apresenta personagens totalmente envolventes, como foi o processo de criação. Qual foi o primeiro personagem a surgir? Existe um preferido, qual? 
Vanessa: Bem, apesar de ter uma vaga ideia de como seria o começo, o meio e o fim de toda a série, bem como o tema que se assentaria na mesma, eu precisava de um chute inicial. Eu trabalhava mentalmente no enredo enquanto aguardava o Juninho (meu filho) sair de sua consulta com a psicóloga. E, quando o vi com seu sorriso tímido e seus olhinhos inocentes, pensei: É isso! É com ele que terei o ápice da trama... Foi assim que surgiu o “Alec”, foi dessa forma que todo o enredo começou a girar. Então, obviamente, o personagem Alec é o meu preferido. Porém, confesso, amo o Sidhe, esse extraordinário deus sombrio.

4. Você conseguiu nos apresentar de uma maneira sutil alguns ensinamentos Wiccanos e, assim, usando termos/expressões dessa doutrina. Você pretende publicar, mesmo que seja nas suas redes sociais algo como um glossário para maior compreensão dos leitores? 
Vanessa: Na última semana, postei algumas curiosidades sobre o paganismo no blog da série. Porém, adotando a ideia da J. R. Ward – no caso, da saga Irmandade da Adaga Negra –, decidi fazer um volume especial de Eclipse Sagrado, algo parecido com um “guia oficial da série”, contendo contos e entrevistas de alguns personagens. Vamos ver se o projeto vai vingar, pois ainda estou sondando os leitores, buscando suas opiniões sobre o assunto.

5. Cada personagem possui uma música para acompanhar sua trajetória, como foi esse processo de evolução? Cite 3 – Personagens/ música. (Aqui pode colocar o link do vídeo/ perfil que publicarei junto) 
Vanessa: As músicas sempre me ajudaram a compor minhas cenas. Aliás, não consigo escrever sem uma canção ressoando em meus ouvidos. E, sem querer, encontrei a música certa para cada personagem. O Alec, por exemplo, ganhou como tema a “Hunt You Down” – Saliva –, um som cuja letra tem tudo a ver com a coragem do personagem. Já o poderoso rei Lucas Garner recebeu “Animal I Have Become” – Three Days Grace – em sua trilha sonora, pois sua história se adéqua perfeitamente ao enredo da música. No caso da Saphira, não haveria canção melhor que “Here comes Trouble” – Honnor Society – para representá-la ;)

6. Como surgiu Mystikal e por que essa ideia de “mundo paralelo”? 
Vanessa: Gosto da interação de humanos com criaturas sobrenaturais. Porém, eu precisava de algo que justificasse a presença dos meus personagens na Terra. Sem contar o fato de adequar tudo isso ao que já havia criado sobre a origem dos deuses e de seus descendentes – fato que é explicado no segundo volume da série. – Então, criar Mystikal foi a solução mais plausível para equilibrar o enredo, um mundo oculto pela magia divina e livre das agressões humanas.

7. O que se pode esperar dos próximos volumes da série Eclipse Sagrado? Existe uma previsão de lançamento do segundo livro? 
Vanessa: Tentei encaixar os títulos com os enredos de cada volume. Sendo assim, Ocultos, como o próprio nome sugere, deixa muitas pontas soltas, muitos mistérios sem solução. O segundo livro, Revelados, expõe a origem dos deuses e toda a formação de Mystikal, bem como o segredo das pedras mágicas recolhidas por Kendra em suas missões. Porém, todo o enigma do hospício só é desvendado no terceiro, que recebeu o nome de “Insanos”. Completando a série, o quarto livro se chama “Destinados”.

#EOCEOI - Alex, Max e Juan! (por Juliana Gomes)

G-zuis, eu achei tão lindo o parecer da Juliana Gomes na resenha do "Tão Bom Quanto Pizza", que resolvi postar o que ela achou do meu trio amado. Confiram:



Alessandra Toledo, encantadoramente sombria, que apesar de viver um inferno desde que nascera e dizer que não tem fé - no amplo sentido da palavra - ao meu ver, ela é a demostração pura da esperança e da perseverança. Ok! - A moça nos relata cada coisa que já fez, que em certos momentos você irá querer matá-la, principalmente nos diálogos com Max. Mas então é que a magia acontece e a autora com tamanha astúcia nos apresenta a visão dela, Alex, quando está agindo de tal maneira. Seu famoso estado catatônico.

Maxell Fonseca, sem dúvida alguma é a personificação do BEM, daquele querer maior que chega ser a perfeição - porém não somente a perfeição aos olhos, mas principalmente, perfeito ao coração. Uma divindade caída entre os mundanos, o rapaz adentra no inferno quantas vezes forem precisos e necessárias para manter sua amada salva, livre das sombras que a cerca. Apresenta o amor no significado mais puro e verdadeiro, algo digno de um príncipe dos contos de fadas.

Juan Medeiros, um receptáculo da maldade, o lar de um demônio, uma criatura que sente prazer em torturar - Alex e Max - e chega ao orgasmo quando o sofrimento causado ultrapassa as janelas da alma dos nosso casal. Não sei explicar como, mas há algo que nos envolve nesse personagem que me fez muitas vezes auto questionar: " - Que emoção é essa que você sente por esse personagem, Juliana?". Dizem que o ódio é o oposto do amor, ou que ambos são a mesma coisa, tamanho sua força e reações que nos causam. Entretanto, se houver algo entre esse dois sentimentos, mas que unam ambas as forças talvez esse seja o que sinto/senti por Juan Medeiros.

Link original da postagem/resenha, clique AQUI.

Novos Quotes - #EOCEOI

Hoje está sendo um dia especial, apesar das atribulações pelas quais estou passando! Por fim, fui presenteada com duas lindas resenhas de "Entre o Céu e o Inferno": uma feita pela more Juliana Gomes do blog/site Tão Bom Quanto Pizza, e a outra da more-autora Roberta Del Carlo para o blog Danka Maia. No entanto, a intenção deste post é divulgar os novos quotes que foram feitos para as respectivas resenhas. Deixarei abaixo o link com todas as resenhas feitas até hoje. Confiram:

(clique em cima das imagens para maior resolução)