17 de fev de 2015

[Falando em]: Cinquenta Tons de Cinza — O Filme

Eu acabei de assistir a adaptação de "Cinquenta Tons de Cinza". Aliás, quando li o livro pela primeira vez (em meados de 2012), surtei como a maioria. No entanto, reli o livro tempos atrás e tive uma visão totalmente diferente, onde relatei o meu parecer em uma resenha (P.S: Para conferir a resenha, clique AQUI). Para não estender este post deixando-o cansativo, deixarei o mi-mi-mi de lado. 

Pois bem, acho que se o livro fosse como o filme, de fato eu tiraria o chapéu, pois achei de extremo bom gosto, opinião diferente de muitos que estavam aguardando na telona um conteúdo tão erótico como no livro. HOUVE EROTISMO NO FILME SIM, porém numa dosagem exata e de extremo bom gosto, com cenas sensuais e de perder o fôlego, sem transparecer um pornô-chanchada como a obra foi colocada na mídia, o que a meu ver foi um  grande erro, afinal, há história por debaixo do erotismo, história essa que só quem se prestar a ler a trilogia entenderá. Pode não ser "aquela história", mas existe conteúdo SIM. 

Eu simplesmente AMEI O FILME! Diga-se de passagem, gostei até mais da adaptação na telona do que o conteúdo no livro. E sinceramente, não sei porquê tanto blá-blá-blá em torno disso, principalmente de pessoas que nem se prestaram em ler o livro.

No livro temos uma Ana cheia de dúvidas e sonsa demais;
No filme temos uma Ana cheia de dúvidas, sonsa demais e superdivertida;

No livro temos um Grey rico, lindo, certo do que quer, além de dominador, ciumento e desprovido de mostrar qualquer sentimento;
No filme temos um Grey rico, lindo, certo do que quer, além de dominador, ciumento e totalmente transparente com seus sentimentos;

Finalizando:
Eu mega curti, apesar de sentir falta de algumas coisas. No entanto, a meu ver, tudo que foi para a telona fez da adaptação completa. Uma adaptação instigante e de perder o fôlego e que me deixou com gostinho de "quero mais", sem contar a trilha sonora que deu um "quê" especial, deixando o conteúdo ainda mais atrativo. Agora ficarei aqui, em frangalhos e ansiosa aguardando o filme 2, que foi o livro que mais gostei, ou seja, "Cinquenta Tons Mais Escuros". Espero que ele seja tão bem adaptado e envolvente quanto o primeiro filme. 


2 comentários

  1. Vamos combinar?
    Nego gosta é de reclamar, quer reclamar de tudo e o filme/livro/ adaptação é só mais uma das muitas reclamações kkkkkkk
    Tenho ouvido e lido muitas críticas positivas e negativas, mas como não li não posso piruar, sabe?
    Mas no final umas das críticas bem legais que li está aqui (http://nuvemliteraria.com/2015/02/hora-da-pipoca-cinquenta-tons-de-que/)

    não vou no cinema, mas quando passar essa farofada toda, capaz de eu ver em casa, pois curti os trailers
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM, Re!

      Concordo com você em gênero e grau.

      Quando você assistir, me diga o que achou?

      Beijossssssssss

      Excluir