13 de fev de 2015

[Falando em]: CBGB — O Berço do Punk Rock


Sabe quando você coloca um filme já sabendo que vai amar? Pois bem, foi isso que aconteceu ao assistir essa MARAVILHA! Agora convido a todos para conferir o meu parecer sobre "CBGB, O Berço do Punk Rock". Vem junto. \o 



Sinopse: O filme segue a história do clube nova-iorquino de Hilly Kristal, desde suas origens como Country, Bluegrass e Blues (CBGB) até o que ele finalmente se tornou: o berço do rock 'n roll underground e punk. Kristal, um fã de country e bluegrass, sonhava em ter um clube em Eastside que atendesse a esse tipo de música. Quando ele teve dificuldade em reservar bandas, ele procurou por outros estilos de rock. Hilly tinha apenas uma exigência dos atos que reservava: eles só poderiam tocar sua própria música original. Nenhuma dos top 40, nem covers. Foi o credo pelo qual ele viveu, apoiar o artista qualquer que seja o custo.




Ficha Técnica 
Título: GBGB
Título no Brasil: O Berço do Punk Rock
Gênero: Biografico/Drama/Musical
Diretor: Randall Miller
Duração: 101 minutos
Ano: 2013

Elenco de CBGB – O Berço do Punk Rock
Alan Rickman (Hilly Kristal), Malin Akerman (Debbie Harry), Aaron Munoz (Palace Hotel Manager), Ahna O'Reilly (Mary Harron Arthur), Bridgers Shamai (Kristal), Ashley Greene (Lisa Kristal), Bradley Whitford (Nicky Gant), Brooke Adams (I) (Johnny Blitz), Dominic Bogart (Michael Sticca), Donal Logue (Merv Ferguson), Estelle Harris  (Bertha Kristal), Freddy Rodríguez (Idaho Jason), Carter David (Byrne Joel), David Moore (Joey Ramone), Johnny Galecki (Terry Ork), Josh Zuckerman (John Holmstrom), Julian Acosta (Johnny Ramone), Justin Bartha (Stiv Bators), Keene McRae (Sting), Kyle Gallner (Lou Reed), Mickey Sumner (Patti Smith), Richard de Klerk (Taxi), Rupert Grint (Cheetah Chrome), Ryan Hurst (Mad Mountain), Stana Katic (Genya Ravan), Taylor Hawkins (Iggy Pop).




Trata-se da história do padrinho do Punk Rock, ou seja, Hilly Kristal , um apreciador de country e blues, pai porra louca, divorciado e que não sabia lidar com suas finanças, sempre levando os negócios por água abaixo. Porém, apesar de bronco e um tanto doido, é um homem de bom coração, que quando resolve adquirir mais uma espelunca e investir o que não tem em um novo bar, acontece o inesperado: muitos músicos (alguns ainda vivos e conhecidos mundialmente, outros já falecidos), vieram de lá, ou seja, do metro quadrado mais disputado da época. 

Se você conferir o elenco citado acima, vai perceber que grandes estrelas começaram neste pequeno bar chamado CBGB (Country, Bluegrass e Blues). Aliás, houve uma cena que me diverti pacas, quando Hilly tem um diálogo com os mestres do punk, RAMONES. Na ocasião, Joey Ramone e o resto da banda estão depreciando-se. Hilly, por sua vez, afirma que ninguém vai gostar deles. Tempos depois, quando os Ramones já estão conhecidos no cenário musical, Hilly se lamenta de não tê-los agenciado. (P.S: Eu ri litros neste trecho) hahaha

Eu nem preciso dizer que as performances estão DIVINAS, parecia até mesmo os próprios músicos em cena. Este é um formidável filme biográfico, que conta a história de vida de um homem sem estrutura psicológica e financeira, que fez nome no cenário musical, sendo intitulado como "o padrinho do Punk Rock"... Um filme divertido, com pitadas cartunescas e grande conteúdo musical. Por fim, para você que é fã de Rock, especialmente de Punk Rock, entra de cabeça nessa dica, pois é um sensacional filme! S2

Nenhum comentário

Postar um comentário