7 de jul de 2015

[Falando em]: Ímã de Traste — de Fê Friederick Jhones


por mais uma vez resenho um nacional. Desta vez apresento-lhes um enredo divertidíssimo e encantador que recebi dias atrás, em parceria com a TDL. P.S.: Obrigada, Nam! S2 Portanto, vem junto conferir a sinopse, book trailer que eu tive o prazer de editar e resenha de Imã de Traste, uma publicação da editora Tribo das Letras


Sinopse: Valerie é uma mulher que acredita no amor, o seu problema é que vive escolhendo o cara errado. Seus amigos lhe deram o apelido de Ímã de Traste, só que ela ainda não sabe. Quando seu último namorado, lhe dá um pé na bunda daqueles, Valerie vai precisar repensar suas escolhas. Uma história leve e divertida sobre uma mulher na busca pelo amor, com tropeços, biquínis e tubarões pelo caminho. Junte-se a ela nessa busca e descubra se você também é um ímã de trastes.

P.S: Editado por Simone Pesci

Quatro amigos! 
Dramas à parte!

O enredo é protagonizado por Valerie, uma produtora musical com 33 anos, que acredita e anseia pelo verdadeiro amor. Porém, sempre se vê atraída por cafajestes. Sendo assim, não consegue ter um relacionamento sólido com nenhum homem, e quando resolve tentar, cai do cavalo, sempre envolvendo-se com um calhorda pior. Desta forma, seus amigos acabam por apelidá-la como Ímã de Traste, algo que ela nem desconfia, e que quando descobre, fica enfurecida. 
Sei que sou um imã de traste, mas parte de mim ainda sonha  com um tipo de amor digno de livros e lendas. Será que esse homem encantado não existe em algum lugar? Aí, aí... Eu queria ser salva ao menos uma vez. (Livro: Ímã de Traste,  Pág.75)
Calma, Val! Olhe para o lado e dê uma chance para o amor. Afinal de contas, ele está tão próximo de ti. hahaha >>> Em meio a dúvidas e certezas  diga-se de passagem — mais dúvidas do que certezas, ela segue a vida indagando-se sempre sobre suas péssimas escolhas e, por fim, acreditando ser o próprio ímã de traste. 

Valerie tem amigos valiosos, sendo estes: 
 Alice, uma linda e explosiva loira estilista.
 Mônica (ou Mon se preferir), a mãezona de todos; aquela que sabe aconselhar e acalmar os ânimos, mesmo estando num turbilhão de sentimentos confusos.
• E por último, porém não menos importante, o personagem por qual me apaixonei, ou seja, o médico Ricardo (ou Rico), como é mais conhecido. 
 Eu vi você chorar por mil homens que não te mereciam. Eu ouvi seus desabafos, sempre me segurando para não socar os caras que te faziam sofrer.  Ele chegou mais perto e senti seu hálito quente  Eu não suporto te olhar e ver que você ainda perde tempo chorando, porque um babaca resolveu voltar para te perturbar. Você tem noção do quanto o seu sorriso é importante para mim? (Livro: Ímã de Traste, Pág.127)
Além de todas as dúvidas amorosas de Valerie, há um novo acontecimento, quando Rico apresenta Pedrinho, um garotinho órfão e com câncer, que aguarda por um transplante. Agora cesso os meus comentários para não soltar spoilers.

Ler este livro foi uma deliciosa surpresa, pois é envolto numa trama leve, com tiradas superdivertidas, de fazer o leitor cair na gargalhada, além de carregar um drama à parte. Os capítulos finais foram entorpecentes e um deles, comovente. O enredo é narrado em primeira pessoa, sempre aos olhos de Valerie, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; sua diagramação é bem bonita, com alguns diferenciais, o que o deixou ainda mais atrativo; e sua capa condiz com a trama, estampando uma Valeria de perfil, chego a dizer que parece até mesmo a autora. Por fim, para quem curte um clichê recheado de sentimentos e que leva consigo uma linda mensagem, eis uma boa pedida. \o  


Livro: Ímã de Traste
Autora: Fê Friederick Jhones
Editora: Tribo das Letras, Selo Métrica
Gênero: Romance
Páginas: 258
Ano: 2015

Nenhum comentário

Postar um comentário