14 de out de 2015

[Falando em]: O Lado Feio do Amor — de Colleen Hoover

Desde que li a sinopse deste livro, me interessei. Tal minha surpresa quando ganhei ele de presente da  minha moréca-amiga, Juny Moura. P.S: Obrigada, Juju! Aliás, estou numa baita ressaca literária, coisa que é difícil acontecer comigo. s2 Agora confira a sinopse, tradução da canção/tradução que foi feita para o livro, com cenas do teaser trailer liberado dias atrás e resenha de "O Lado Feio do Amor" (Ugly Love), obra de Collen Hoover, uma publicação da editora Galera.


Sinopse: Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades, e o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor, o que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.


**Tradução da canção de Griffin Petersoncom 
participação de Nick Bateman, o modelo
que interpretará Miles no cinema. S2
P.S: Vídeo editado por Simone Pesci

"Porque até mesmo o amor tem o seu lado feio"






Tate Collins é uma jovem de 23 anos que decide se mudar e concluir seu mestrado em enfermagem em outra cidade. Sem sua independência financeira, à procura de emprego, resolve ir morar com o seu irmão superprotetor, Corbin. Aliás, ele é piloto de avião e mora num prédio onde praticamente todos os moradores são pilotos. Ela vem de uma família onde até mesmo o seu pai praticava com amor este ofício, e assim que chega em seu novo lar, ainda na porta do apartamento, se depara com um homem visivelmente embriagado (e apagado) no chão. De imediato liga para o irmão que está trabalhando e o avisa do ocorrido. Ele instrui para que ela procure ajuda do vizinho, Miles, que é seu melhor amigo. Porém, é neste momento que ela se dá conta que é o tal vizinho que está apagado na porta do apê  e a pedido do irmão, resolve colocá-lo para dentro do apartamento, até que ele se recupere no dia seguinte.

Miles é um homem de 25 anos, lindo e excelente piloto, que vive às sombras de um passado doloroso. Assim leva os dias, à mercê de tristes lembranças que o impede de viver um novo amor. Acontece que quando ele coloca os olhos em Tate, sente aquilo que há tempos está adormecido e que já sentiu um dia... Seu coração bate de forma descompassada, o desejo louco de tê-la em seus braços o deixa desconexo, porém, envolto numa máscara de proteção, ele demonstra desinteresse. Contudo, com o tempo, o interesse entre ambos é nítido, deixando-os num devaneio insano e loucos de desejo. 
 Você se preocupa demais  afirmo, com um sorriso forçado.  Será que ajudaria se tivéssemos regras?
Ele me observa silenciosamente antes de dar um passo para trás.
 Talvez  diz ele.  Nesse momento só consigo pensar em duas.
 Quais?
Seus olhos fixam-se nos meus por vários segundos.
 Não me pergunte sobre o meu passado  fala, com firmeza.  E nunca espere de mim um futuro. (Livro: O Lado Feio do Amor, Pág.94)


É neste combate de sentimentos que ambos  Tate & Miles  resolvem fazer um acordo, curtindo o momento apenas sexualmente, ou seja, transando. Ele exige que ela não pergunte nada do seu passado e não espere nada do futuro. Porém, o amor tem suas armadilhas, e até mesmo um coração dilacerado pode voltar a palpitar de forma descompassada. É o que acontece com os dois. Contudo, aos poucos, eles vão vivenciando o amor de forma única, envolto em sentimentos que ora está mascarado pelo medo e ora escancarado entre olhares desejosos.

Viro o rosto em direção ao seu no instante em que alcança a minha boca. Agarro sua camisa e o puxo para mim, sabendo exatamente o que estou fazendo comigo mesma. Sei que esta vez não vai terminar de um jeito mais bonito do que as outras, mas continuo querendo com a mesma intensidade. Senão com mais. (Livro: O Lado Feio do Amor, Pág.214)
Assim a batalha entre o agora e o nunca se inicia, alegrando e ferindo, deixando dois corações em demasiado contentamento e preocupante desentendimento. Ela anseia em saber sobre o passado dele; ele mascara suas feridas achando que desta forma será menos doloroso. A partir daqui cesso os meus comentários, pois apesar de parecer clichê, afirmo que é um lindo drama, cheio de romance, com personagens cativantes  e até mesmo os antagonistas são apaixonantes. Confesso! Eu queria ler um pouco mais sobre os personagens secundários, pois me apaixonei por Corbin (o irmão superprotetor de Tate) e também por Rachel (a ex de Miles), além de Cap, um senhorzinho de 83 anos que se torna um grande amigo da protagonista. 
A diferença entre o lado bonito e o lado feio do amor é que o lado bonito é bem mais leve. A pessoa se sente como se estivesse flutuando. Ele ergue a pessoa. Carrega-a consigo.
As partes bonitas do amor fazem você ficar acima do resto do mundo. Elas deixam a pessoa acima das coisas ruins, e a fazem olhar para todo o resto lá embaixo e pensar: Caramba. Que bom que estou aqui em cima.
Às vezes, as partes bonitas do amor se muda de volta para Phoenix.
As partes feias do amor são pesadas demais para se mudarem de volta para Phoenix. As partes feias do amor não são capazes de erguer uma pessoa.
Elas puxam você para
B
  A
     I
       X
          O
elas prendem você lá embaixo
Afogam você.
Você olha pra cima e pensa: queria estar lá em cima.
Mas você não está.
O amor feio se torna você.
Consome você.
Faz com que odeie tudo.
Faz com que perceba que todas essas partes bonitas sequer valem a pena. Sem o bonito, você nunca vai correr o risco de sentir isso.
Nunca vai correr o risco de sentir o feio.
Então você abre mão dele. Abre mão de tudo. Nunca mais que amar novamente, não importa o tipo de amor, porque não vale a pena sentir o amor feio de novo por nenhum tipo de amor. (Livro: O Lado Feio do Amor, Páginas 290 e 291)


Concluir essa resenha foi difícil, pois foi a minha melhor leitura do ano.  S2 Quem me conhece sabe que gosto de ser tocada pelo âmago, e este enredo me tocou ao extremo. Trata-se da história de um coração partido, mas engana-se quem acha que é apenas um coração partido por uma amor mal resolvido. Afinal, existem várias formas de amor, e o personagem central desta trama, ou seja, o Miles, foi um dos mais humanos em sentimentos que me deparei nos últimos tempos... Assim como Tate, que me fez sentir seus anseios e minha própria pele. Não posso deixar de mencionar Rachel, o primeiro amor de Miles, que também me ganhou de cara, sendo tão humana em sentimentos quanto Tate e Miles. Preciso dizer aqui que as cenas de amor/sexo foram de extremo bom gosto e lindas de viver, além de super excitantes. Eu pirei geral! \o E o final, pelamorrrrrrrr... Uma lição sem igual, onde o perdão e o recomeço são pano de fundo. A escrita de Coolleen Hoover é envolvente, daquelas que não queremos parar de ler. 


O livro é narrado em primeira pessoa, com capítulos intercalados por Tate e Miles entre passado e presente, com narrativa e diálogos de fácil compreensão, adornada de sentimentos; a capa é linda e de encher os olhos, e condiz com a trama, algo que eu me perguntava sempre quando a olhava e que, mas pro final da leitura, me fez ter a certeza de sua perfeição; e sua diagramação é simples, adornada em papel offset (páginas brancas que eu não curto muito), além de fontes em tamanho pequeno, o que dificultou um pouco a leitura, detalhes que se tornam irrelevantes diante da magnitude que a obra se tornou para mim. Por fim, para você que é curte uma APAIXONANTE trama, eis uma excelente pedida. Eu me tornei fã de Colleen Hoover e leria até mesmo a sua lista de compras. \o >>> Agora só resta aguardar essa lindeza nas telonas, espero que o filme seja tão lindo quanto o livro. S2


Livro: O Lado Feio do Amor (Ugly Love)
Autora: Colleen Hoover
Gênero: Romance Americano
Editora: Galera
Ano: 2015
Páginas: 336

2 comentários

  1. Si do céu que resenha é essa?
    Poxa eu já estava querendo ler mas agora necessito. Mas ler esse livro acho que só para 2016 mesmo kkk.

    Mas poxa vc passou tanto sentimento que fica impossível não pensar se vamos nos emocinar tanto quanto com suas histórias e ai a vontade só aumenta.

    Eu tenho uma trilogia dela aqui e pretendo ler logo, já que falam muito bem dela.

    Beijoss
    Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fer, você precisa ler este... Vai por mim. rs
      É simplesmente sensacional, em todos os sentidos. Eu não imaginava que a escrita de Colleen Hoover fosse tão divina e envolvente.

      Beijossss amiga,

      Si

      Excluir