25 de jul de 2015

[Novidades]: Dezesseis - A Estrada da Morte

Que a Tribo das Letras é minha editora de coração não é novidade, afinal, me recebeu de braços abertos com Entre o Céu e o Inferno, mesmo eu não fazendo parte oficial do time. Porém, agora, é com orgulho e alegria que digo: a TDL é minha editora oficial e do coração. \o/ \o/ \o/ Agradeço a Nanda Gomes​ e a Denise Azevedo. Vocês estão tatuadas aqui do lado esquerdo do peito. Dezesseis - A Estrada da Morte estará na Bienal 2015 e espero tocar muitos corações com o enredo. EM BREVE divulgarei a capa. Agradeço a todos que sempre me impulsionaram em seguir com meus sonhos: minha família amada, meus familiares, meus amigos e colegas, os blogueiros amados e principalmente -----> você leitor. Obrigada! Obrigada! Obrigada!

(clique em cima da imagem para maior resolução)

19 de jul de 2015

Poema do Abandono — por Mizael Souza


Você que derramou tantas lágrimas por alguém que te deixou








Que disse que te amava e depois te abandonou.
Você se sentiu traído, como objeto foi usado
E depois de se desgastar, perdeu a graça e foi trocado.


Você se anulou tanto que perdeu a própria identidade
Abriu mão de todos os sonhos e da própria felicidade
E por fim terminou vazio como uma bolha no mar do nada
Desprezado, triste e aflito, com a alma amargurada.

Você semeou o amor, mas colheu apenas indiferença
De quem que não te valorizou e te tratou com total descrença
Agora você está só e sentindo a tua alma ferida
Rasgada pelas mentiras que enfeitaram a tua vida.

Você tenta achar explicações e se culpa sem parar
Promete para si mesmo que nunca mais vai conseguir amar
Enterra-se na melancolia de um quarto sombrio e escuro
Afundando-se numa depressão que não vai te deixar seguro.

Você está equivocado, porque não é assim que se faz
Entregar-se a essa tristeza não vai te devolver a paz
Erga a cabeça e entenda que a vide seguirá sempre em frente
E sempre haverá outra chance de tentar ser feliz novamente.

Não enterre de vez a tua vida na cova da amargura
Não viva como um defunto apodrecendo numa sepultura
Olhe-se no espelho e reconheça o teu valor
A vida não pára, continua e haverá tempo para um novo amor.

Esqueça todo o passado e nas suas feridas se fortaleça
Perdoe a quem te ofendeu antes que você adoeça
Você é muito maior do que isso, o erro não está em você
Tenha sua consciência tranquila para lutar e vencer.

Deus já tem te preparado a melhor das opções
Se hoje nada foi a contento, Ele tem as suas razões
Espere com paciência e no tempo certo virá
A pessoa certa para a sua vida e vocês irão se amar.

(Poema do Abandono — por Mizael Souza)


**Para adquirir o livro de poemas do Mizael, com o título
"Até Onde o Amor Pode Alcançar", clique AQUI.

17 de jul de 2015

[Falando em]: Verdade ou Consequência? — de Matheus Frizon

E mais uma vez apresento-lhes a resenha de um nacional. A deliciosa surpresa  da vez chama-se "Verdade ou Consequência?", primeira obra do autor Matheus Frizon, publicada pela editora Tribo das Letras, Selo Métrica. Trata-se de um romance urbano contemporâneo, uma grata surpresa que encantou-me. P.S: Agradeço o envio do livro, Nan! S2 Agora vamos de sinopse, book trailer fanmade que eu tive o prazer em editar e resenha.



Sinopse: Deixada aos cuidados da madrinha desde os sete anos, Alice Barrelin é uma estudante de Biomedicina cujo sonho é tornar-se uma atriz. Apesar da idade avançada, 19 anos, Alice nunca foi beijada. Na sua imaginação, seu beijo não seria suficientemente bom e também não passa pela cabeça dessa jovem acabar enfeitiçada pelos encantos de um cara qualquer. Entretanto, o mundo de Alice vira de cabeça para baixo quando ela conhece o irritante Alec Salles. Existe algo nesse rapaz que a incomoda: o jeito como ele mexe com ela e a deixa soltando suspiros. No entanto, fica claro que ela está perdidamente apaixonada por esse cara que a faz viver intensamente quando ambos são desafiados a um jogo de Verdade ou Consequência. Nesse ponto, não há mais como voltar atrás. O que Alice não sabia era que aquele rapaz escondia um grande segredo: Alec é um garoto de programa. Será que essa paixão estará ameaçada por essa descoberta? Alice encontrará forças para aceitá-lo? Tudo o que sabemos sobre esse casal é que são como fogo e gasolina, mas o desfecho dessa história de amor só o destino poderá dizer.

P.S: Vídeo editado por Simone Pesci


"Porque no jogo do amor vale quase tudo."







Apaixonar-se por um cara extremamente atraente, que exala sensualidade e sexualidade, não é nada difícil. Até mesmo quando se é atropelada numa rua qualquer, por uma bicicleta em que o condutor é este delicioso cara. Pois bem, é isso que acontece com Alice Barrelin, uma estudante de Biomedicina de 19 anos. Ela é uma garota de gênio forte e foi deixada por sua mãe, ficando aos cuidados da tia, desde os 7 anos... Um trauma que leva consigo mas que, apesar dos pesares, tira de letra, sempre ao lado do amigo 'mais que maravilhoso e divertido', chamado Derek. Adianto que ME APAIXONEI por este amigo, porém, agora, apresento-lhes minha paixão, a peça fundamental da trama, ou seja, o delicioso garoto de programa, Alec Salles.
Sabe aquela  sensação de conforto? Aquela que acalma o coração e diz que tudo vai ficar bem apesar de tudo que passamos? Pois bem, é essa sensação que sinto agora. Não conheço o Alec pra valer, mas estou aberta a negociações. Do jeito mais tortuoso, apesar dele ter estragado meu teste e meu vestido, eu gosto dele. Gosto da maneira como me trata. Gosto até mesmo quando ele me provoca porque há algo de ingênuo nisso. Com ele não me sinto desprotegida, tampouco frágil demais. É tudo tão perfeito que pode parecer surreal. (Livro: Verdade ou Consequência? — Pág.47)
Alec é um cara que também têm suas dores, sofre por um passado nada fácil. Ele é lindo, envolvente e desafiador, não tem medo de entrar numa disputa, curte tirar rachas de moto, é frequentador assíduo de uma das festas mais requisitadas e comentada, onde acontecem coisas das quais Alice sequer pensou que um dia participaria. É nessa hora que a grande aposta se faz presente, deixando-os ainda mais ligados e atraídos. Por fim, eis o desafiador bad boy e a garota sem papas na língua...É nitroglicerina pura!
Estou perdida. Nunca participei de um jogo da verdade, ainda mais um jogo ousado como este, com as regras alteradas. Tremo por dentro. Estou desesperada. Mesmo assim sorrio.
O cronômetro é acionado. 
 O que é necessário para um cara te levar pra cama?  pergunta Alec.
Só é necessário você. Hum, o que eu poderia responder? Charme? Beleza? Inteligência? Bom caráter? Droga, isso me faz parecer puritana e idiota. 
 Um bom papo. Idiotas nem pensar! Certo, minha vez.  Lambo os lábios.  Qual o seu maior fetiche? 
 Ah, essa é fácil. Transar enquanto sou observado.  Ele responde sem titubear, sem pensar. (Livro: Verdade ou Consequência?  Pág.114)


Agora me diz: Como não se apaixonar por ele? Afinal de contas, ele é lindo e ousado, fala suas verdades sem pestanejar, e, ainda por cima, mostra o seu lado ingênuo e um coração intenso, ainda mais quando fica de frente com Alice. E por sinal, depois desta aposta, muitas coisas acontecem... Alice se envolve de forma intensa com Alec, entregando-se por inteiro pela primeira vez. Seus amigos tentam de forma sutil elucidá-la sobre o que ele está fazendo. Contudo, o amor a deixa cega. Agora cesso os meus comentários para não soltar spoilers.

Eu fiquei entorpecida pelo contexto do início ao fim, com uma trama envolvente e instigante, além de apaixonante. em determinados momentos tive vontade de dar um sopapos em Alice. porém, no fundo, a compreendi, pois só um coração apaixonado para se prestar a tais situações. E apesar de achar ela um pouco direcionado só na vida de Alex e seu envolvimento com ele, gostei de ver quando a coisa mudou de rumo, deixando-os num impasse entre razão, coração e perigo. Os capítulos finais foram mais que envolventes e o final era o que eu já previa. No entanto, atendeu todas as minhas expectativas. S2

O enredo é narrado em primeira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação é simples e bem bonita, com espaçamentos e fonte na medida certa, envolta em papel pólen (o amarelinho), alguns trechos são grifados, algo que de início pode parecer confuso, porém, depois de um tempo, o leitor se acostumará, pois trata-se dos pensamentos da protagonista; sua capa é divina, estampando o casal  em um de seus momentos 'In Love'. S2 Por fim, para quem curte um envolvente enredo, com uma pegada romântica e com tiradas de fazer rir, eis essa MARAVILHOSA pedida. Eu me tornei fã do Matheus e leria até mesmo a sua lista de compras. \o 


Livro: Verdade ou Consequência?
Autor: Matheus Frizon
Editora: Tribo das Letras, Selo Métrica
Gênero: Romance
Ano: 2015
Páginas: 344

13 de jul de 2015

[DAEDM]: Prévia - Prólogo



(...) e os motores                saíram ligados a mil, 






**Leia o prólogo e capítulo 1, clicando AQUI.
P.S: Vídeo editado por Simone Pesci

Feliz Dia Mundial do Rock — em 13/07




"Vida longa ao 

                 Rock n' Roll "








Força, energia,                        irreverência, 






Junta-se tudo isto 
Com muita técnica, e uma certa demência 
Agilidade, suavidade, agressividade 
Resulta em Rock’n roll de verdade!

                                                                      (por: Tania Montoya Petrópolis - RJ)

12 de jul de 2015

#EOCEOI - PREVIEW CAP 5

Eu posso criar milhares de personagens, mas nenhum eu amarei tanto quanto o Max de "Entre o Céu e o Inferno". Ele é tudo que espero de um homem, se entrega de coração para aquela que ama, até mesmo nas piores situações. Se eu já tive um Max um dia? Sim, eu já tive. E por isso ele se torna ainda mais especial. Por fim, prévia com menos de 1 minuto. Confiram:


"Dois corações,                                uma batida"



**A venda em formato eBook, clicando AQUI.

11 de jul de 2015

6 práticas simples que diferenciam escritores amadores e profissionais

Eu encontrei essa postagem via facebook e achei de grande valia postá-la aqui. Aliás, faço bom uso da dica 6, afinal de contas...

6. Se você pode contar uma história em 20 palavras, não a prolongue por 20 páginas. “Nas coisas mais pequenas, nas frases mais concisas, nós provocamos muito mais a emoção do que em grandes tratados.”
“Aprenda a contar o máximo com o mínimo de palavras.” 
Essa é uma das lições que Alice vieira aprendeu na sua carreira como jornalista. A escritora portuguesa acredita que sua profissão teve grande influência na forma como ela constrói suas histórias de ficção.

No vídeo abaixo, ela fala da sua visão sobre escrita criativa e dá várias dicas práticas para quem está começando. Abaixo, destaco as minhas favoritas:

1. Não use grandes temas como amizade, solidão e amor como ponto de partida para escrever uma história. Comece descrevendo acontecimentos concretos, como algo curioso que aconteceu com você, um detalhe de uma pessoa que você viu na rua, uma notícia de jornal surpreendente. Se você souber desenvolver bem a narrativa, ela resultará em uma história sobre um daqueles grandes temas.

2. Escreva muito, mas sem pensar em publicar. “Nós temos que crescer, temos que viver, temos que aprender, e essas coisas não se fazem rapidamente.”

3. Resista a tentação de querer terminar seus textos rapidamente. Por terem pressa para acabar uma história, muitos escritores aceitam as primeiras ideias que lhes vem à cabeça. Escrever é um exercício de paciência e dedicação.

4. “Escrevam muito, mas apaguem muito também.” Se você escrever trinta páginas e apenas uma delas estiver bem escrita, considere isso uma sessão produtiva.

5. Nas suas descrições, procure utilizar linguagem concreta. Use só os adjetivos que forem necessários. Quanto melhor você escolher verbos e substantivos, menos adjetivos serão necessários para ilustrar as ideias e sensações que você quer transmitir ao seu leitor.

6. Se você pode contar uma história em 20 palavras, não a prolongue por 20 páginas. “Nas coisas mais pequenas, nas frases mais concisas, nós provocamos muito mais a emoção do que em grandes tratados.”


[Divulgando]: 1ª Gincana pela Literatura Nacional

Olá, amores!

Ainda está em tempo, afinal de contas, essa "Gincana Literária Nacional" segue até o dia 31/07/2015 e qualquer um pode participar, desde que siga as regras. Lembrando que o intuíto da mesma é divulgar a literatura nacional que está recheada de coisas boas, além do participante ganhar um livro, é claro que 'nacional'. \o/ \o/ \o/

Para isso alguns blog’s se organizaram e vão trazer muitas novidades. A ideia de maratonas ou gincanas já é uma coisa muito utilizada pela blogosfera, e a regra é se divertir e claro ler muito. Entenda o que vai acontecer: A ideia é chamar a atenção do leitor para nossa literatura, convidando-o a ler mais nacionais. O objetivo é vencer o preconceito e fazer com que cada pessoa leia pelo menos UM nacional no mês de julho. E quem se propor a ler mais. E queremos compartilhar com todos essa experiência incrível. Então cada leitor irá escolher o livro - ou os livros - que pretende ler nesse mês de Julho e compartilhar sua meta. Você pode fazer um post no seu blog falando sobre sua meta, ou se não é blogueiro no seu próprio facebook.

Essa é uma iniciativa da minha more-parceira Fernanda Braga do blog Mato por Livros, junto a outros fantásticos blogs que se embrenham nessa árdua luta. Infelizmente não disponho de tempo para participar, apesar de estar lendo alguns livros. Mas deixo aqui o meu apoio divulgando essa maravilhosa Gincana.

**Para saber mais, clique AQUI.

7 de jul de 2015

[Falando em]: Ímã de Traste — de Fê Friederick Jhones


por mais uma vez resenho um nacional. Desta vez apresento-lhes um enredo divertidíssimo e encantador que recebi dias atrás, em parceria com a TDL. P.S.: Obrigada, Nam! S2 Portanto, vem junto conferir a sinopse, book trailer que eu tive o prazer de editar e resenha de Imã de Traste, uma publicação da editora Tribo das Letras


Sinopse: Valerie é uma mulher que acredita no amor, o seu problema é que vive escolhendo o cara errado. Seus amigos lhe deram o apelido de Ímã de Traste, só que ela ainda não sabe. Quando seu último namorado, lhe dá um pé na bunda daqueles, Valerie vai precisar repensar suas escolhas. Uma história leve e divertida sobre uma mulher na busca pelo amor, com tropeços, biquínis e tubarões pelo caminho. Junte-se a ela nessa busca e descubra se você também é um ímã de trastes.

P.S: Editado por Simone Pesci

Quatro amigos! 
Dramas à parte!

O enredo é protagonizado por Valerie, uma produtora musical com 33 anos, que acredita e anseia pelo verdadeiro amor. Porém, sempre se vê atraída por cafajestes. Sendo assim, não consegue ter um relacionamento sólido com nenhum homem, e quando resolve tentar, cai do cavalo, sempre envolvendo-se com um calhorda pior. Desta forma, seus amigos acabam por apelidá-la como Ímã de Traste, algo que ela nem desconfia, e que quando descobre, fica enfurecida. 
Sei que sou um imã de traste, mas parte de mim ainda sonha  com um tipo de amor digno de livros e lendas. Será que esse homem encantado não existe em algum lugar? Aí, aí... Eu queria ser salva ao menos uma vez. (Livro: Ímã de Traste,  Pág.75)
Calma, Val! Olhe para o lado e dê uma chance para o amor. Afinal de contas, ele está tão próximo de ti. hahaha >>> Em meio a dúvidas e certezas  diga-se de passagem — mais dúvidas do que certezas, ela segue a vida indagando-se sempre sobre suas péssimas escolhas e, por fim, acreditando ser o próprio ímã de traste. 

Valerie tem amigos valiosos, sendo estes: 
 Alice, uma linda e explosiva loira estilista.
 Mônica (ou Mon se preferir), a mãezona de todos; aquela que sabe aconselhar e acalmar os ânimos, mesmo estando num turbilhão de sentimentos confusos.
• E por último, porém não menos importante, o personagem por qual me apaixonei, ou seja, o médico Ricardo (ou Rico), como é mais conhecido. 
 Eu vi você chorar por mil homens que não te mereciam. Eu ouvi seus desabafos, sempre me segurando para não socar os caras que te faziam sofrer.  Ele chegou mais perto e senti seu hálito quente  Eu não suporto te olhar e ver que você ainda perde tempo chorando, porque um babaca resolveu voltar para te perturbar. Você tem noção do quanto o seu sorriso é importante para mim? (Livro: Ímã de Traste, Pág.127)
Além de todas as dúvidas amorosas de Valerie, há um novo acontecimento, quando Rico apresenta Pedrinho, um garotinho órfão e com câncer, que aguarda por um transplante. Agora cesso os meus comentários para não soltar spoilers.

Ler este livro foi uma deliciosa surpresa, pois é envolto numa trama leve, com tiradas superdivertidas, de fazer o leitor cair na gargalhada, além de carregar um drama à parte. Os capítulos finais foram entorpecentes e um deles, comovente. O enredo é narrado em primeira pessoa, sempre aos olhos de Valerie, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; sua diagramação é bem bonita, com alguns diferenciais, o que o deixou ainda mais atrativo; e sua capa condiz com a trama, estampando uma Valeria de perfil, chego a dizer que parece até mesmo a autora. Por fim, para quem curte um clichê recheado de sentimentos e que leva consigo uma linda mensagem, eis uma boa pedida. \o  


Livro: Ímã de Traste
Autora: Fê Friederick Jhones
Editora: Tribo das Letras, Selo Métrica
Gênero: Romance
Páginas: 258
Ano: 2015