1 de abr de 2016

[Falando em]: Ocultos, Eclipse Sagrado — de Vanessa Araujo

Eu recebi este livro da escritora Vanessa Araujo, e desde já agradeço pelo belíssimo presente. Aliás, eu já me enveredei em outros dois textos de sua autoria, sendo um destes "Liberos Ignis" (para conferir a resenha, clique AQUI e, por sinal, tornei-me fã de seus textos, especialmente de LI, pois é o meu queridinho. S2 No entanto, agora, confiram a sinopse, book trailer e resenha de "Ocultos, Eclipse Sagrado", o primeiro livro de uma série com quatro volumes, uma publicação da editora Percurso.


Sinopse: A Grande Sacerdotisa de Mystikal estava perdida na Terra, oculta entre os humanos. Os guerreiros que serviam ao seu trono a procuravam, porém, não eram os únicos. O Covem adversário estava em seu encalço, gerando uma terrível batalha quando ambos os grupos se encontraram, uma peleja que não seria vista pelos olhos humanos, mas que bagunçaria tudo ao seu redor. No meio de todo esse embuste, corações se encantam e, da mesma forma, se quebram. Os antigos laços se rompem, e o herdeiro legítimo de Mystikal luta contra o descendente dos Dragões da Lua Negra para provar sua inocência diante de um terrível assassinato....




"Porque o futuro do homem está oculto no seu saber"


Entorpecente! 
Instigante! 
Sensacional!

Eu poderia adjetivá-lo de tantas outras formas, mas por ora restrinjo-me com apenas essas três palavrinhas. Trata-se de um enredo do gênero fantasia/sobrenatural onde a autora conduziu toda trama com maestria, o que eu já desconfiava que aconteceria. rs



Em Ocultos o leitor ficará de frente com dois mundos: um mágico que se chama Mystikal e também com o planeta Terra. A protagonista é Kendra, uma sacerdotisa e guerreira de Mystikal. Porém, a moçoila foi enganada, o que a deixou envolta em ódio e ansiando por vingança, partindo de Mystikal para Terra. Seu coração permeia numa cabulosa nuvem obscura, fazendo com que ela se afaste do seu mundo mágico, deixando de cumprir com o que lhe fora destinado, ou seja, reinar por lá. Agora ela vive no mundo dos humanos, e por tempos ficou aprisionada em um hospício, tal que em um rompante, ela e os seus amigos — Matt, Nico e Fred (seu atual affair) , conseguem fugir deste hospício, é claro que sempre atentos e com receio de seu algoz, Shide, que os perseguem a fim de torturá-los e algo mais...

O entoar de tal nome atordoou o âmago da guerreira. Exímia em manter a compleição plácida, ela ocultou a dor excruciante de sua alma, mantendo invólucro carnal passível. Contudo, por dentro, analisava as mil possibilidades para que seus pensamentos se concretizassem. Por fim, considerou-se merecedora dos anos passados naquele hospício. Afinal, sua insanidade lhe instigava a ansiar por alguém que já não fazia mais parte do mesmo mundo. (Livro: Ocultos - Eclipse Sagrado, Pág.29)
Desta forma, eles foram resgatados por Caleb Kombarov, um mafioso da pior espécie, pai de Nicolai e Fred, os mesmos que estavam trancafiados com Kendra no hospício. Contudo, esse resgate é nada mais que uma troca de favores, uma emboscada para a sacerdotisa Kendra, tendo em vista que Caleb (assim como os outros), faz parte de MystiKal  e, especialmente, esconde anseios dentro de si que acobertam tantas outras coisas, além de estar sedento por vingança e algo mais...
 Eis as regras do jogo  proferiu, elevando a voz acima de todas as outras.  Cada grupo terá um representante. William comandará os Dragões Negros, enquanto Kendra liderará os Guerreiros Místicos.  Uma pausa dramática se fez. Vendo que ninguém replicava suas palavras, Caleb zombou:  Nenhum protesto? Ora, que evolução! (Livro: Ocultos - Eclipse Sagrado, Pág.73)
Caleb tem ao seu lado outros tantos que o seguem, sendo um destes William, que na verdade é filho do seu maior oponente, Daniel Lopez. Will trabalha para Caleb com um único propósito (que só quem ler vai saber - rs), além de nutrir admiração à parte por Kendra. Sendo assim, surgem dois grupos  os Dragões Negros e os Guerreiros Místicos  composto por humanos não tão humanos, cada qual com o seu poder e habilidades supremas. Eis que aparece Lucas Garner (ainnn Garner - suspiros pra você S2), o representante deus do sol, aquele por qual o coração de Kendra palpita de forma descompassada, e que por uma trapaça, foram afastados.
 Havia... Um feitiço que me impedia de chegar até você  desculpou-se Garner. Contudo, ele bem sabia, nada do que dissesse seria suficiente para tirar tamanho peso de seus ombros.  Algo ou alguém muito poderoso, não sei dizer. Foi isso que nos afastou. Contudo, jamais deixei de me importar. Eu te amo, Kendra. (Livro: Ocultos - Eclipse Sagrado, Pág. 96)
Agora cesso os meus comentários para não soltar spoilers

Descrever a grandiosidade deste texto chega a ser algo inimaginável, afinal, como eu já bem disse, sou muito fã dos textos da Vanessa. \o Eu me enveredei numa trama excelentemente construída e instigante, que me prendeu do início ao fim, me teletransportando para dentro das páginas de forma única, deixando-me com vontade de fazer parte de tudo aquilo... Onde guerreiros estão lutando por justiça e pela verdade: sofrendo e amando; perdendo e ganhando.


Os personagens (assim como a trama) são sensacionais, e tantos os protagonistas quanto os antagonistas são de suma importância, interligando lacunas que  até então  estavam abertas. Eu não sou muito fã de textos onde há muitos personagens, pois me perco. Gosto mais daquela coisa básica, ou seja, com poucos personagens. Porém, os textos da Vanessa conseguem me envolver de tal forma que eu nem me importo com isso. A cada virar de página eu ficava mais ansiosa para saber como a autora concluiria cada ciclo, e os capítulos finais... PQP! Imaginei toda a cena, como se estivesse presenciando-a em minha frente. Emocionei-me por demais com uma cena em especial, e tive a certeza de que tal ação para fechar este primeiro livro, afirma o que em mim serpenteia: "nem tudo é o que parece ser" e que "vem muito mais por aí". No final, a autora ainda presenteou o leitor com um divino e instigante capítulo de sua continuação, ou seja, o livro 2 que leva como título "Revelados", e que em breve será publicado.



O enredo é narrado em terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão, às vezes com palavras um pouco rebuscadas, o que só acrescenta na leitura, e alguns diálogos são tão sarcásticos e divertidos que não teve como não cair na gargalhada; a diagramação é simples, levando consigo (em cada início de capítulo) a imagem da capa, adornada com papel pólen (o amarelinho), com espaçamentos na medida certa, porém tenho que fazer uma única reclamação, no caso sobre o tamanho da fonte usada no texto, pois está bem pequena, o que ao menos pra mim dificultou a leitura. Sua capa é linda, estampando o eclipse entre o sol e a lua, ou seja, o Eclipse Sagrado! Por fim, se você é fã de um magnífico (e mágico) enredo, muito bem escrito e que te envolva ao extremo, eis essa maravilhosa pedida. Agora vou ficar aqui, em frangalhos, aguardando o livro 2. \o





Livro: Ocultos, Eclipse sagrado (Livro 1)
Autora: Vanessa Araujo
Gênero: Fantasia/Sobrenatural
Editora: Percurso
Páginas: 358

5 comentários

  1. Sensacional mesmo, uma das melhores leituras que fiz. O enredo é maravilhoso, os personagens incríveis e a resenha é tão pertinente que confirma tudo que todos queríamos dizer sobre Ocultos, parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem-vindo, Magan!

      Eu sou suspeita pra falar dos textos da Vanessa, pois sou fã incondicional. \o Aliás, eu não esperava nada menos que 'algo sensacional'. rs

      Volte sempre!

      Abraços literários

      Excluir
    2. Simone, você precisa conhecer o livro do Magan, ele tem um estilo de escrita que, acredito eu, você amará!
      Magan, meu amigo querido, obrigada pelas lindas palavras ♥

      Excluir
  2. Oh, deuses... que resenha mais linda!!! Muito obrigada por ter disposto do seu tempo para ler as loucuras de Mystikal... Obrigada por compreender a verdadeira essência da Kendra - acho que, até hoje, você foi a única que realmente a compreendeu, que captou o motivo da sua fúria. Acredita que todos sempre a colocam como "pentelha mor" nas resenhas? kkkkkkkkkkk... - Enfim, muito obrigada por tudo mesmo. Escrevo livros, mas sempre me encontro sem palavras nesses momentos.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanessa, fico feliz que você curtiu a resenha. \o/ Foram palavras 'mais que sinceras'. E como eu disse acima, eu não esperava menos que 'algo sensacional', o que me deixou muito feliz. Afinal, novamente você arrasou, em todos os sentidos. Parabéns e novamente agradeço o envio do exemplar. E, claro, agora fiquei mega curiosa com o enredo do Magan.

      Abraçosssssss

      Excluir