11 de jan de 2017

[Falando em]: Beltane — de Simone O. Marques

Eis que chego ao desfecho final de mais uma maravilhosa trilogia, terceiro e último livro dessa série fantástica. Antes de tudo agradeço a autora por ter me enviado essas maravilhas, e convido a todos para conferir as resenhas já feitas dos livros anteriores: (livro 1, clique AQUI) e (livro 2, clique AQUI). Agora confira a sinopse e resenha de "Beltane - Saga As Filhas de Dana", da autora Simone O. Marques, uma publicação da editora Alfabeto.


Sinopse: São Paulo, 1701. Tereza foi criada para ser uma dama e afastar de si qualquer desconfiança que a Igreja pudesse ter sobre suas origens pagãs. Mas todo o cuidado com sua segurança está em risco quando ela se envolve com Miguel Seixas, o sobrinho da mulher que denunciou sua mãe à inquisição. 1918, Adelaide vive numa casa de recolhimento, onde foi colocada pelo pai. A chegada de um jovem padre vai mudar sua vida que, até então, era controlada pelas freiras, e fazê-la descobrir o difícil caminho a ser enfrentado por uma Filha de Dana. A vida lhes deu escolhas. O amor as ensinou a lutar. Seu futuro à Deusa sempre pertenceu.


"Porque o amor sempre ensina a lutar" 

Um desfecho sensacional!

A seguir, spoilers.

Brasil, 1697
São Paulo,  Fazenda Santa Tereza
A história se inicia com Tereza, agora com 11 anos e ainda aos cuidados de Dona Olímpia e do Sr. Amâncio. Porém, ela tem uma  digamos assim  terrível tutora chamada Deolinda. Afinal de contas, dona Olímpia está muito doente e não tem mais forças para se dedicar a garota. É nesse momento que Antônio, pai de Tereza, retorna para ver a filha. No fundo ele tem esperanças de que a garota queira voltar com ele, o que faz sentido, pois ela sente vontade em voltar a viver com o pai, em outro estado. No entanto, ama demais Dona Olímpia e o Sr. Amâncio, e resolve ficar ao lado deles, principalmente pelo fato que a avó de consideração esteja com os dias contados, devido à frágil saúde. 
 Ela disse-me para acalmar o meu coração...  falou com um sorriso triste. Não era fácil a um coração de mãe ficar em paz tendo deixado um filho para trás. (Livro: Beltane, Pág.11)
Daniele, a mãe de Tereza, agora mora em uma fazenda na Chapada do Veadeiros (GO), ao lado do marido, irmão e tantos outros. Seu destino fora traçado para aquele lugar, o que a deixa feliz e ao mesmo tempo triste, pois está longe de sua amada filha. E, por este motivo, Antônio (o marido) resolve voltar, depois de alguns anos. Anos atrás, antes de partir, ele pedira para que o seu irmão, Guilherme, cuidasse de Teresa, o que ele atendeu de prontidão, ficando de vez na Fazenda Santa Tereza.
 Este... senhor Miguel de quem ela tanto falou... é o menino dos Seixas?  Guilherme perguntou baixo ao patrão. Não o agradava muito ver a admiração de Tereza para com o jovem filho de seu vizinho, enteado da mulher que era culpada pela desgraça que se abatera sobre sua família. (Livro: Beltane, Pág.29)
Tereza e Miguel são de fazendas vizinhas, ele é poucos anos mais velho que ela, e desde um incidente com uma bezerra, ambos nutriram admiração um pelo outro. Tal admiração tornou-se amor, o que preocupou há muitos, pois ele foi criado pela mulher que denunciou a mãe de Tereza, causando uma desgraça a família da garota. Além dessas intempéries que Tereza desconhece, tem o fato de que o filho de dona Olímpia e do Sr. Amâncio, Henrique, um jovem arrogante e sem escrúpulos, retorna para a fazenda depois de alguns anos e se depara com uma Tereza já adulta e linda. No passado ela fora prometida em casamento para Henrique, porém dona Olímpia quebrara essa promessa para Antônio, antes mesmo dele retornar sem a filha para GO, o que o deixa mais aliviado.
 O que a tua madrasta acha disto, senhor Miguel  Henrique perguntou com sarcasmo.
Miguel enrijeceu o queixo, sentindo o coração disparar. 

 Isto não é da competência dela, senhor  Miguel respondeu e viu que Tereza estava bastante confusa. Ela não sabia o que havia acontecido no passado e Henrique iria usar aquilo contra ele.

 Mas, como não?  Henrique falou com ironia. Se aquele "pretendente perfeito" achava que ele iria ficar calado e deixar o caminho livre, estava muito enganado.  Se não foi ela a responsável pela morte da mãe de Tereza!  falou com prazer ao ver o choque no rosto de todos ali presentes. (Livro: Beltane, Pág.107)

Agora cesso os meus comentários para não soltar mais spoilers.

Eu percebo que uma série é SENSACIONAL quando esta, desde o início, me deixa instigada... O que foi o caso de "As Filhas de Dana". Foi um prazer me enveredar em três livros de uma série excelentemente desenvolvida e com um enredo instigante, onde há de tudo um pouco, mas que o foco central é o amor e a liberdade de escolha, principalmente tratando-se de crenças. Neste terceiro livro temos como protagonista Tereza, filha de Daniele e Antônio... Uma continuação linda e que fecha a trilogia com chave de ouro. E, apesar de os protagonistas serem Tereza e Miguel, nada impediu que os antagonistas ganhassem espaço e o meu coração, tal qual como Guilherme e Catarina. 

O tempo passa, as dificuldades continuam, e ainda assim o amor e a crença prevalece, seja o personagem cristão ou até mesmo adorador de deuses (no caso deusas - rs), algo que a autora soube apresentar com maestria e delicadeza, apresentando épocas difíceis para as mulheres, principalmente para aquelas que eram consideradas pagãs e que, de forma covarde e desumanada, eram jogadas na fogueira da inquisição. Houve um trecho, mais ao final do livro, que o leitor será apresentando a novos personagens, no ano de 1918  em São Paulo, Brasil. Eu simplesmente amei saber das gerações futuras das Filhas de Dana, e confesso que fiquei com um gostinho de quero mais. Essa série me deixou perdidamente apaixonada por esse gênero literário que pouco leio... E ainda mais pela autora, que tem o dom de construir enredos maravilhosos, além de uma escrita perfeita. E assim como As Filhas de Dana, eu amei, sofri, vivi... E isso é esplendido numa leitura, ou seja, poder viver a ficção como se fosse uma realidade. O final tem um desfecho lindo, apesar de triste, e leva consigo uma mensagem formidável. Se eu gostei? NÃO, EU NÃO GOSTEI! EU MEGA, ULTRA, MAX, HIPER AMEI! E leio até mesmo a lista de compras da autora. o/

O enredo é narrado em terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está perfeita, com fontes e espaçamentos em excelentes medidas, adornadas em papel pólen (o amarelinho), sempre levando no início de cada capítulo, ao fundo, a imagem da capa, além de todas as páginas serem adornadas por folhas nas laterais; e a capa é divina, levando o mesmo padrão das outras da série, estampando uma linda e esperançosa Tereza. Por fim, se você é fã do gênero... Cai dentro! Você não vai se arrepender! Eu mega indico! \o


Livro: Beltane, Saga As Filha de Dana (Livro 3) 
Autora: Simone O. Marques 
Gênero: Romance/Fantasia 
Editora: Alfabeto 
Ano: 2015 
Páginas: 240

2 comentários

  1. Que lindo, Simone!!
    Obrigada por todo o carinho para com meus livros e meus personagens. Saber que gostou tanto da história me deixa feliz demais, principalmente por vir de uma escritora tão talentosa quanto você! <3
    Logo teremos um pouco mais das filhas de Dana, só que já no século XXI. =)
    Beijão <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simoneeeeee... Antes de qualquer coisa, sou sua fã. \o Eu mega amei... E Meu Deus! O quanto mais teremos? Fiquei super curiosa. S2

      Beijossssss

      Excluir