12 de fev de 2017

[Falando em]: Novembro, 9 — de Colleen Hoover

Eu ganhei essa lindeza de aniversário, da minha amiga Juny Moura (P.S: Obrigada, Juju!). Este é o segundo livro da autora Colleen Hoover que leio, e já no meu primeiro contato com um de seus textos, ou seja — O Lado Feio do Amor , (para conferir a resenha, clique AQUI), fiquei perdidamente apaixonada pela escrita simples e envolvente dela. Agora confira a sinopse, book trailer editado por mim e resenha de “Novembro, 9”, uma publicação da Galera Record.


Sinopse: Autora número 1 da lista do New York Times retorna com uma história de amor inesquecível entre um aspirante a escritor e sua musa improvável. Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos   a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?


P.S: Vídeo editado por Simone Pesci

“Porque as maiores cicatrizes... são as do coração” 

Um enredo maravilhoso! 

A história gira em torno de Fallon e Ben, inicialmente com dezoito anos. Ela sofrera um acidente aos dezesseis anos, onde foi vítima de um incêndio e ficou com parte do corpo e rosto marcados. Aos quatorze anos era uma atriz de um seriado, onde ganhou notoriedade e experiência, e sonhava em seguir com a carreira de atriz. Seu pai  Donovan O’Neil , é um ex ator conhecido e premiado, que antes do incêndio a incentivava, mas depois do acontecido a desencorajava. Porém, dois anos após o incidente (em 9 de Novembro), pai e filha se encontram num restaurante para conversar. Desde a tragédia eles se veem pouco, pois tudo aconteceu numa noite em que ela foi dormir na casa do pai. Donovan se sente culpado, já Fallon sente-se magoada pelo afastamento e também da forma como o pai a desencoraja. Ela está prestes a contar que se mudará para Nova York, para seguir em busca de seu sonho. 
Já a aparência é outra coisa. Cada um de meus defeitos tem recebido as luzes de refletores cor-de-rosa, postos à mostra para o mundo inteiro ver. Por mais que eu tente esconder com o cabelo e a roupa, estão ali. Sempre estarão ali. Um lembrete permanente da noite que destruiu todas as melhores partes de mim. (Livro: Novembro, 9  Pág.14) 
E por mais uma vez Donovan a desencoraja, sendo direto e indelicado, deixando-a mais insegura com as marcas que ganhara. No entanto, próximo a mesa que estão, encontra-se Ben, um jovem que escuta toda a conversa e a ajuda, sentando-se à mesa e apresentando-se como seu namorado. De início ela fica perdida, mas tão breve entra no jogo, passando o resto do dia ao seu lado. Ele é um jovem que sonha em ser escritor, tal que ambos se apelidam: ele a chama de “Fallon — A Transitória”; enquanto ela o chama de “Ben — O Escritor”. 
 E se...  Ele para e me encara.  E se nos encontrássemos de novo ano que vem, no mesmo dia? Todos os anos? Faremos isso por cinco anos. Mesma data, mesma hora, mesmo lugar. Vamos continuar de onde paramos esta noite, mas só nesse dia. Vou saber se você está fazendo os seus testes de elenco e posso escrever um livro sobre o dia que passamos juntos. (Livro: Novembro, 9 – Pág.89) 
Apesar da forte ligação entre os dois, Ben a encoraja a seguir com seu sonho e faz com que ela se sinta menos constrangida com suas cicatrizes. Fallon, por sua vez, parte para Nova York. Mas antes disso, eles entram num acordo e nos próximos cinco anos, na mesma data e lugar, decidem se encontrar. Ela segue o conselho da mãe, que afirma que toda mulher deve se apaixonar a partir dos vinte e três anos, data que coincidirá com o final do acordo. Nesse tempo em que estarão afastados, eles não terão contato algum, e Ben começará a escrever o seu primeiro livro, onde terá como base do enredo a história dos dois. 
 Fallon  digo, mantendo a voz calma e sincera.  Não me importo com o livro. Nem mesmo quero terminá-lo. Só me importo com você. Em ficar com você todo dia. Ver você todo dia. Ainda não terminei de me apaixonar por você. Mas se não quer terminar de se apaixonar por mim, então precisa me dizer agora. Você quer que eu faça parte da sua vida mais do que só no dia 9 de novembro? (Livro: Novembro, 9  Pág.199) 
A cada reencontro o sentimento aumenta, fazendo com que o acordo deixe de ser prioridade. Mas como ele a encorajara a seguir em busca de seu sonho, ela decide continuar com o acordo, para que Ben escreva o seu livro. E dentre idas e vindas, muitas coisas acontecem. Agora vou cessar meus comentários para não soltar mais spoilers

E pela segunda vez me entorpeço com um texto da Colleen Hoover, que tem uma escrita simples e sabe como ninguém dar vida a enredos e personagens apaixonantes. A propósito, fui surpreendida de novo, pois a autora fez do improvável, provável. Essa não é apenas uma história de reencontros, ela vai muito além, abordando segredos do passado, tristezas e alegrias, além de redenção. A autora consegue inserir de tudo um pouco: do trágico ao cômico, uma das características dela que eu amo. 

Eu me vi perdidamente apaixonada por Fallon e Ben, assim como fiquei encantada com os outros personagens, e a cada virar de páginas, uma nova surpresa. Quando eu pensei que o enredo seguiria por um caminho, lá vem a escritora com sua capacidade de estilhaçar corações, conduzindo o leitor do céu ao inferno. Eu sofri os sabores e dissabores de todos os personagens, queria entrar dentro das páginas para ajudar Ben e Fallon. O final foi lindo, além de criativo e com grandes reviravoltas. Essa é uma história para ser sentida, então se você curte o gênero, cai dentro. Eu sou fã de carteirinha da autora, e leio até mesmo a sua lista de compras. o/ 

O enredo é narrado em primeira pessoa, intercalados pelos protagonistas, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação é simples, com espaçamentos e fontes em bom tamanho, adornada em papel off-white (o amarelinho mais claro); e a capa é perfeita, estampando a data trágica que é pano de fundo para o enredo, além de páginas de um manuscrito. Se eu gostei? NÃO! EU MEGA, ULTRA, MAX AMEI! S2 


Livro: Novembro, 9 
Autora: Colleen Hoover 
Gênero: Romance/Drama 
Editora: Galera Record 
Ano: 2016 
Páginas: 352

Nenhum comentário

Postar um comentário