19 de out de 2014

[Falando em]: Arma de Vingança — de Danilo Barbosa

Eu já disse uma vez e repito, duas coisas que desperta o meu interesse em uma leitura são capa e sinopse. No entanto, ao me deparar com esta obra, outra coisa me despertou o desejo, ou seja, o título. Aliás, eu conheci o autor Danilo Barbosa e sua fantástica obra "Arma de Vingança" em uma situação ruim no meio literário pela qual estava passando, e entre uma conversa e outra (via inbox pelo facebook), concordamos em fazer uma troca de exemplares. P.S: Agradeço a troca, Dan! \o/ Agora confiram a sinopse, teaser trailer que eu tive o prazer em editar e a resenha dessa cruel história. hahaha


Sinopse: Como uma deusa cruel e vingativa, destruirei todos que estiverem em meu caminho... O que você seria capaz de fazer por vingança? Suportaria uma vida cercada de mentiras, traições, dores, crime e morte? Ana sobreviveu. Pagou o seu preço com marcas que o tempo nunca será capaz de apagar. Deixou para trás toda a inocência de criança para dar lugar a uma mulher fria e calculista, disposta a ser a perfeita arma de execução contra aqueles que tentaram destruí-la. Para conseguir os seus objetivos, não terá limites: irá mentir, enganar, seduzir e trair... Sem remorsos ou pena daquele que um dia julgou amar. Prepare-se para ouvir a história de Ana. Caminhe na tênue linha entre a paixão e a obsessão e veja como até os príncipes encantados tem o seu lado sombrio. Afinal, esta não é uma história de amor.

P.S: Vídeo editado por Simone Pesci

Arrasar a vida dos outros pode ser tão bom...
Se alguém me perguntasse por que sou assim, iria responder: "Você já perguntou a um escorpião por que ele fere?  Por que o verdadeiro predador brinca  com seu alimento e o tortura antes de abatê-lo?" (Livro: Arma de Vingança - Pág.50)

O trecho acima é narrado por Ricardo, o temível escorpião! SIM, ele é BAD e NÃO, ele não é o protagonista do enredo, mas sim o antagonista. E se só com este trecho narrado pelo antagonista mais BAD que presenciei no últimos tempos é assim, pensa no conteúdo por inteiro... FROM HELL!

Só agora tinha noção que a minha vida ao lado dele nunca foi um conto de fadas. Eu havia sido enganada não uma, mas uma sucessão de vezes. Não me manteria calma mais.
Ele jogou com a minha vida como se eu fosse um fantoche com o qual ele pudesse brincar de Deus! Ele ia ver até onde eu era boa e dócil. (Livro: Arma de Vingança - Pág.99)

Amor! 
Ódio! 
Mentiras! 

Trata-se daquela vingança que enche os olhos, vinda de uma pessoa que passou pelo pior. No caso, essa pessoa se chama Ana, uma mulher com uma vida comum, trabalhando em uma vídeo locadora, adorada por todos, inclusive por seus amigos, e que por um sopro do destino, é entregue de bandeja para um amor bandido, do qual só ela supri tais sentimentos.
Hoje, olhando para trás, eu tenho a mais absoluta certeza de que a vida é um grande tabuleiro, onde  jogamos pelas nossas almas. E nessa partida, fui uma simples torre onde dois reis que se achavam poderosos tentaram derrubar. Mas sem que eles sequer pensassem, a apagada torre se transforou em rainha, feita de sangue e ira, dando um xeque-mate em cima de todos. (Livro: Arma de Vingança, Pág.127)
Ah, o doce sabor da vingança!

Eu me senti na pele de Ana. SIM, Ana já havia vivenciado dores dilacerantes, antes mesmo de pensar ter encontrado o grande amor de sua vida. Mas decidiu seguir a vida, tentando amenizar a tragédia. Porém, a tragédia não se contentou em ausentar-se e retornou com intensidade e fúria na vida da moçoila.

Ela viveu uma fantasia amorosa, disfarçada com seus lindos olhos azuis, mostrando-se o mais lindo e gentil dos príncipes. Mas essa não é uma  história de amor... O príncipe não é príncipe! E a Ana, veja bem, acho melhor parar por aqui. rs

O livro é narrado em primeira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão, apresentando um conteúdo de peso e em detalhes, especialmente nas cenas de violência. Por isto digo: para àqueles que tem o coração fraco, e anseia por um conteúdo regado a flores e borboletas, esqueça este livro. Ps.: Eu perdi o fôlego nos capítulos finais.

Detalhe: o autor pensou no leitor e deixou um final alternativo. Não que eu seja contra finais felizes. Na verdade, eu amo finais felizes, mas me apaixonei pelo final alternativo e sem sombra de dúvidas fico com ele. \o

O enredo é super atrativo e a cada virar de página eu ansiava por mais. Eu o li num curto tempo, concluindo a leitura mais que satisfeita; a diagramação está em fonte e espaçamentos e boa medida, adornado por papel pólen (o amarelinho); sua capa é linda e condiz com a trama, estampando uma Ana de costas, pronta para a tão almejada vingança. Por fim, para você que curte um enredo do gênero terror/suspense e com uma boa dose de psicopatia, eis uma excelente pedida. Eu A-D-O-R-E-I! o/


Livro: Arma de Vingança
Autor: Danilo Barbosa
Editora: Literata e Amazon
Gênero: Ficção-Suspense
Ano:2013
Páginas: 205

2 comentários

  1. Olá, Simone! O tema parece mesmo pesado. O personagem, que não é o protagonista, ainda bem, parece ser mesmo repleto de rancor e ódio. Triste isso. E como li que você é ávida leitora, segue convite para que comente meu jefhcardoso.blogspot, sim? Beijo e bom domingo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jeferson!

      É VERO!!! Este antagonista é terrivelmente rancoroso e maléfico. #ADORO rsrs

      Acabei de dar uma olhada no seu blog e amei seus textos. Aliás, vou inserir 'um dos' aqui, se me permite - é claro com o devido crédito.

      Abraços e volte sempre.

      Excluir