18 de jan de 2016

[Falando em]: Quero Ser Beth Levitt — de Samanta Holtz

Poder desfrutar de um texto da Samanta Holtz foi uma experiência sem igual, pois há tempos ansiava por isso. Aliás, eu sempre me deparei com pareceres positivos sobre suas obras, mencionando a capacidade e delicadeza que ela tem com os seus textos, algo que sempre me instigou. Eis que ganhei de presente de Natal, da minha moréca Fernanda Braga, essa lindeza. P.S: Obrigada, Fer! S2 Agora confira a sinopse e a resenha desta mais que belíssima obra, Quero Ser Beth Levitt, uma publicação da editora Novo Século.


Sinopse: Amelie Wood perdeu os pais aos doze anos e, desde então, vive em um abrigo de meninas. Com a chegada do seu décimo oitavo aniversário, ela vive agora o temido e esperado momento de deixar o lugar que a acolheu por toda a adolescência para enfrentar o mundo em busca dos seus sonhos. Seu bem mais precioso é o velho exemplar do romance que sua mãe lia para ela, na infância. "Doce Acaso" contava a história de Beth Levitt, uma jovem que, como ela, amava o balé e tinha a vida transformada ao conhecer o príncipe Edward. Amie suspira ao reler incansavelmente aquelas páginas, imaginando quando o príncipe da vida real baterá em sua porta... Por isso, ao soprar as velas, não tem dúvida quanto ao seu pedido: "Quero ser Beth Levitt!". Através de grandes coincidências e uma trajetória que ela jamais imaginaria, Amie se vê, de repente, no fascinante mundo do cinema, cara a cara com o príncipe mais lindo que sonharia encontrar e lutando para se esquivar da maldade de muita gente invejosa, contando, para isso, com sua melhor arma: um coração puro.


"Quando o conto de fadas se torna real..."





Amelie Wood perdeu os pais muito cedo. Seu pai, Paul, morreu quando ela ainda era criança; e sua mãe, Julia, faleceu devido a um câncer quando Amie  como é chamada por todos  tinha apenas 12 anos. E já sabendo de seu futuro óbito, a mãe deixa tudo encaminhado para que a garota prossiga com sua vida, principalmente quando completar 18 anos, quando deixará de fazer parte do orfanato que a acolheu e onde fez verdadeiras e eternas amizades.

Sua mãe, Julia, era uma ex famosa bailarina, que deixou de herança a simples e aconchegante casa que morava com a família e também uma quantia não tão exorbitante em dinheiro para que Amie prossiga com sua vida. Até que o grande e desafiador dia chega, e ela tem que deixar o orfanato e seguir para o seu verdadeiro lar.  
Resistindo ao impulso de mergulhar novamente em lembranças, encaixou a chave na fechadura. O coração saltou com o "clique" seco que preencheu o silêncio. Empurrou a porta pesada, arranhando o piso de madeira, e o ar frio invadiu o seu rosto. Sentiu o cheiro de pó, de lenha cortada... 
 E o cheiro da sua infância. 
(Livro: Quero Ser Beth Levitt, Pág.18)

Amie enxerga a vida (e as pessoas) com um bom coração, e acha que todos são providos de boas intenções. Tal sua surpresa quando percebe que as coisas não são bem assim. Ela sabe que o dinheiro deixado por sua mãe não será suficiente, e por isso sai à procura de um emprego  é neste momento que se depara com Tony, um caça talentos que enxerga nela mais uma candidata para um teste de comercial de shampoo. A partir daí a vida dela dá uma grande virada, e em meio à uma trapaça feita por uma garota que anseia pela mesma chance, ela se vê fazendo um outro teste. Trata-se do filme "Doce Acaso", que conta a história do livro que Amie mais ama e que carrega consigo por todos os cantos, o qual sabe de cor e salteado, um lindo presente deixado por sua mãe. 

De início ela consegue o papel de Cintia, que na verdade é a melhor amiga da protagonista da trama. Contudo, a surpresa maior é quando ela se vê de frente com o seu ídolo, o lindo e talentoso ator de 25 anos, Cris Martin. Ele interpretará o príncipe Edward, par romântico da protagonista da história. Porém, depois de um novo e mágico acontecimento (que eu não vou contar, vocês precisam ler rs), ela acaba sendo presenteada com o papel principal, ou seja, interpretará a protagonista que ela tanto ama, Beth Levitt.
Amie fechou os olhos, emocionada. Por um tempo, aquele fora exatamente o seu desejo! Agora, ali estava, vendo-o concretizar-se diante dos seus olhos. Virar realidade, no sentido mais literal possível... 
Mal podia acreditar, mas era verdade.
Ela era Beth Levitt. 
(Livro: Quero Ser Beth Levitt, Pág.239)

Assim como a mãe, ela é uma excelente bailarina, algo que impulsionou para que ela ganhasse o papel principal, além também da química perfeita entre ela e Cris. Isso despertou alegria e inveja, deixando-a entristecida, especialmente com alguns novos acontecimentos. Porém, mesmo com os percalços que insistem em pairar sobre si, ela se mostra uma garota forte e de bom coração.
 Sabe quando tudo parece perfeito demais para ser verdade?  ergueu os olhos amedrontados para ele.  Nem em meus sonhos mais lindos eu imaginei isso. E se simplesmente... não acontecer?
Cris respirou fundo, tentando acompanhar o pensamento dela.
 É natural ter medo, quando alguma coisa muda. 
 É aí que está!  e, agora, havia lágrimas teimosas em seus olhos.  Eu não quero que mude. Quero que fique assim, exatamente como está. Porque, até, hoje, toda vez que algo na minha vida mudou, eu acabei tendo que me despedir de alguém. 


(Livro: Quero ser Beth Levitt, Pág.491)


Os capítulos finais me fizeram perder o fôlego, com muitas reviravoltas e também decepções. Por um momento senti vontade de entrar dentro das páginas e sair a procura do Cris para abrir-lhe os olhos. Mas tudo entrou nos eixos, apresentando um final lindo e emocionante, como um conto de fadas, o que me fez imaginar o quão maravilhoso seria se essa obra  fosse adaptada para as telonas. Agora cesso os meus comentários para não soltar spoilers.

Apaixonante!
Envolvente!
Um conto de fadas!

Não há no mundo nada que me toque mais do que um texto adornado em sentimentos. E este ficará fincado em meu coração, tamanho entretenimento e mensagem que leva consigo. O que era pra ser apenas uma história sessão da tarde, tornou-se um magnífico enredo que me envolveu do início ao fim. Encontrei na Amie qualidades que anseio pra mim e que sei que estão bem distantes. Ela é uma personagem que mesmo na dificuldade, encara tudo de forma positiva e com sua simplicidade e bondade demasiada, consegue envolver a todos. O protagonista, Cris, é tão encantador quanto Amie, pois apesar de ser um príncipe na ficção e na vida, sabe de suas falhas. No entanto, no decorrer da trama, constrói uma verdadeira amizade com ela  e, por fim, passa a amá-la com o mais lindo e verdadeiro sentimento do mundo. S2 Eu me encantei por todo conteúdo, os personagens do bem e até os do mal, pois SIM, até mesmo os ruins nos ensinam algo, principalmente que não devemos agir de má fé ou trapaceando, pois cedo ou tarde o castigo vem a tona.

A Samanta soube conduzir a trama de forma divina, com um enredo envolvente e uma narrativa e diálogos de encher os olhos e o coração e uma escrita impecável. Vocês querem saber se eu gostei do livro? NÃO! EU AMEI!!! E já adianto, tornei-me fã de carteirinha e leria até a sua lista de compras. \o 

O enredo é narrado em terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão. Algo que me incomodou um pouco foi o tamanho da fonte usada, pois achei muito pequena, dificultando um pouco a leitura; a diagramação é simples e bonita, levando consigo em cada início de capítulo um par de pés em uma sapatinha de ballet; a revisão está perfeita e sua capa é deslumbrante de tão linda, estampando uma Amie em um dos momentos que mais ama, ou seja, em suas vestes de ballet. Por fim, para você que curte uma linda e mágica história de amor, eis essa MARAVILHOSA pedida. De 1 a 10 eu dou nota 1.000! \o


Livro: Quero Ser Beth Levitt (segunda edição)
Autora: Samanta Holtz
Gênero: Literatura brasileira - Romance
Editora: Novo Século
Páginas: 544
Ano: 2014

6 comentários

  1. Querida Simone,

    Que delicioso ler uma resenha tão linda de "Quero Ser Beth Levitt"!!! Obrigada por cada elogio e cada palavra aqui escrita... Fico muito feliz em saber que suas leituras de 2016 se iniciaram tão bem com meu livro!!

    Espero sim poder ler sua opinião dos meus outros títulos, e também vir a conhecer os seus :)

    Beijo enormeeeee no coração!

    Sam

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sam (sua linda),

      Eu sou a sua mais nova fã! \o

      Beth Levitt é uma lindeza sem tamanho. Agora estou louca para ler os seus outros títulos. Fico feliz que curtiu a resenha, esse parecer foi feito de coração. S2 Será um prazer, um dia quem sabe, ter você como leitora de um dos meus livros.

      Beijosssssss

      Excluir
  2. Eu estou para ler esse livro... Como confio na sua opinião, sua franqueza é um tanto parecida com a minha... Acho que vou amá-lo... Já li "O Pássaro" e simplesmente me apaixonei pela escrita da Samanta, então acho que não vai ser diferente com "Quero ser Beth Levitt"... ^_^

    Abraços literários.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Michael, estou louca para ler "O Pássaro".
      SIM, a escrita da Sam é mais que formidável. Leia Beth Levitt... É lindo e encantador. S2

      Beijosssssssss

      Excluir
  3. Siiiii

    O que dizer de belas e verdadeiras palavras?
    Eu estou mesmo muito, mas MUITO feliz por você ter amado o presente, mas mais ainda por ter amado a história e aprender tanto com nossa doce e eterna Amie.

    Que ela possa sempre estar em sua lembrança e eu seu coração.
    Você merece tudo de lindo na sua vida.
    Te amo demais.
    E nossa sua resenha ficou mais que maravilhosa, e claro querendo ler novamente.

    Sabe, fiquei pensando...
    Seria tão lindo se Amie e Alex se encontrassem...

    Beijosss

    ResponderExcluir
  4. Fer (sua linda),

    Sou eu quem agradece. Afinal de contas, se não fosse por você, eu não teria lido essa maravilha em páginas. Aliás, sou a mais nova fã da Sam. \o hehehe

    Nossa! Realmente, Amie e Alex... Sam e eu seria sensacional! S2
    Fiquei mega feliz de você ter curtido a resenha, foram palavras ditas de coração.

    Um beijo enorme pra você,

    Si

    ResponderExcluir